Explanações do Caminho Infinito

joel golsmith
Pergunta: (…) “Só quando se examina da ponta dos pés ao alto da cabeça e descobre que não está dentro de seu corpo é que você começa a adquirir a percepção de sua incorporalidade como consciência. Você é Melquisedec, nunca nascido e nunca morrendo. Isto você compreenderá quando perceber que está usando seu corpo como instrumento, da mesma maneira que usa seu automóvel para viajar. Assim como adquire um novo automóvel quando precisa, um dia, quando seu corpo tiver servido a você em todos seus propósitos, você se desfará dele e tomará um novo. Assim como seu corpo nessa experiência serviu a diferentes propósitos e funções, seu novo corpo terá suas funções e desenvolverá tudo quanto for necessário para sua atividade porque sua consciência ajustará seu corpo a suas necessidades, visível ou invisivelmente…..” (Trecho do livro “Viver Agora”, de Joel S. Goldsmith)
A visão de Goldsmith é reencarcionista, por este texto… Alguém poderia comentar?

Resposta:

Joel Goldsmith ensina a Verdade Absoluta. 99% do conteúdo explicado no Caminho Infinito trata da Verdade Absoluta, do Cristo, o Ser, a Realidade Eterna sempre presente. Esse é o Ser que verdadeiramente somos. Essa é a nossa identidade Absoluta (e não nossa identidade relativa). Portanto, do ponto de vista do absoluto, jamais nascemos e, como nunca nascemos, também jamais poderemos morrer, porque “nascer” é um pré-requisito para que a “morte” possa ocorrer a alguém. Nascimento e morte existem no mundo da dualidade – são fenômenos relativos. O Absoluto é o Absoluto, e desconhece qualquer espécie de relativismo. É uma Realidade transcendente à existência relativa.

Mas nossa identidade relativa (que não existe verdadeiramente, mas apenas ajuda a compor o mundo das aparências/ilusão) existe neste mundo e, no tocante a ela, podemos sim afirmar que existe a reencarnação. Reencarnar é um processo que faz parte “deste mundo”, contudo o “Meu Reino não é deste mundo”. Isso exclui toda a dualidade e põe a nós diretamente em contato com a Realidade Absoluta, da qual Jesus Cristo falava, e que é onde existimos verdadeiramente. O Mundo Verdadeiro é invisível para a mente humana (a mente que vê com os 5 sentidos materiais), mas é nitidamente perceptível para a Mente de Cristo. A Bíblia afirma que “não recebemos de Deus a mente do mundo que só vê as coisas do mundo, mas que temos a Mente de Cristo“. Esta é a mente que é a nossa, e não a mente que percebe e se agarra/prende a existência material. A Mente de Cristo é a mente completamente desprendida da realidade material, ela não rejeita as coisas que não podem vistas pelos sentidos do corpo, mas recebe e acolhe as coisas invisíveis. “Vísivel” ou “invisível” – a mente de Cristo está desprendida de qualquer condicionamento, e por isso ela é totalmente livre. Ela não se importa com “visibilidades” ou “invisibilidades”; se ela se importasse, seria uma mente apegada e limitada. Mas, justamente por ser ilimitada, infinitamente livre, é que brilha e prevalece diante de qualquer situação.

Por isso, o Ser que você é não pode está confinado/preso dentro de um corpo material. A visão espírita admite que a alma está confinada dentro do corpo material. Pode até ser assim, mas essa alma que está abrigada pelo corpo carnal não é o nosso Verdadeiro Eu, ela é apenas um corpo espiritual, etérico ou astral – mas mesmo esses corpos mais sutis não são a Verdadeira Realidade. Eles também são corpos fenomênicos, com a diferença de que alguns são de substância mais sutis do que outros. A Alma que Goldsmith afirma não estar dentro do corpo é o Eu Verdadeiro. Geralmente, quando observamos o mundo, vemo-nos como seres inseridos dentro dele – “existimos no mundo!”, concluímos. Essa visão é uma forma material de se ver as coisas, pois admite o mundo como sendo existência verdadeira. A visão espiritual nos permite afirmar que o mundo é que está em nós! É como se fôssemos a tela de uma televisão, onde todas as cenas aparecem. Dentro da tela, milhares de coisas podem aparecer, há espaço para o mundo inteiro existir! Essa “tela” é chamada, nos ensinamentos espirituais, de “Consciência”. Nós somos a Consciência onde tudo aparece. Vendo assim, nós podemos fazer a “troca” de referencial, e podemos passar a dizer: “O mundo existe em mim!”, “Eu não estou preso dentro do meu corpo carnal, o meu corpo carnal é que está aparecendo em Mim”, e mais: “o corpo material do meu próximo também está dentro de Mim”. O nosso corpo material é tão nosso quanto o corpo material de nossos próximos. Essa visão nos traz um sentido de unidade entre “eu” e o “outro”. EU não sou nem o “eu” nem o “outro”, ESTOU além de ambos. Se eu disser que sou o “eu” terei também de afirmar que sou o “outro”. E se eu negar um deles, o outro também deverá ser automaticamente negado. Para o EU, não existe a questão de “sou eu, mas não sou o outro”. Ou o EU é todo mundo, ou então não é ninguém!

Goldsmith diz que, se pudermos compreender a nós mesmos como Consciência, ao invés de como sendo “corpos materiais”, então estaremos mais próximos da Verdade. Antes víamos o mundo, e afirmávamos que tudo estava no mundo, mas o mundo não estava em nada, em lugar algum. Talvez estivesse no espaço cósmico, mas, então, nesse caso, nada haveria além do espaço cósmico para que ele pudesse “estar”. Logo, ele seria a “realidade Primeira” O mundo ou o espaço sideral existiam como “pano de fundo” e eram o lugar onde tudo se encontrava. Mas nós aprendemos a ir além, e encontramos algo que existe além do mundo ou do espaço sideral, e isso nos permitiu dizer: “O mundo (ou o espaço sideral) existem em Mim!”. Encontramos um novo “pano de fundo” e isso retirou a ilusão de nossos olhos, que viam o mundo ou o espaço como sendo a causa primeira. Agora entendemos que a Causa Primeira de todas as coisas é a Consciência que somos, isto é, o Eu que “Eu Sou”.

E Goldsmith diz: Deus é Onipresente! É Onipresente, mas Ele não é Onipresente no mundo ou na realidade que existe como “efeito”. Deus existe no mundo da Causa primeira, ou seja, Ele não é onipresente em termos de “mundo material”, a extensão de sua Onipresença não percorre o espaço material existente entre o “Brasil” e o “Japão” – porque ele não é onipresente nesse sentido. Deus é onipresente em termos de Consciência. Eu (que estou escrevendo este texto) sou uma consciência individual e você (que está lendo) também é uma consciência individual. Assim, podemos perceber que as consciência individuais existentes são inúmeras, infinitas. E Deus é cada uma dessas consciências individuais! Ele é Onipresente como a minha Consciência. A Consciência é o mundo da Causa. Deus não encontra-se no mundo dos efeitos, mas da Causa. Se Deus está presente em minha Consciência, então Ele também está no Brasil, na França, no Japão, porque todos esses lugares existem na minha Consciência, porque aparecem nela.

Assim, Deus não atua diretamente no mundo das coisas visíveis. O mundo material ou visível recebe todas as dádivas de Deus, mas as recebe indiretamente, por “tabela”. Todas as coisas de Deus surgem no centro, no núcleo de nosso Ser, e atravessam todo o nosso ser até chegar ao mundo material. Mas Deus não deve ser procurado nas coisas materiais, nas coisas visíveis. “O Meu Reino não é deste Mundo“. “Vós também, deste mundo, não sois“. Somos invisíveis, somos Consciência. E a Consciência não existe confinada dentro de coisa alguma, não está presa a nada. A Consciência é a Mente absolutamente livre, a “Mente de Cristo”, que recebemos de Deus.

Se reconhecermos Deus como a nossa Consciência (porque Deus é Onipresente e está em todos os lugares. Mas os “lugares” não são os espaços físicos do mundo material que estamos acostumados a reconhecer. A Consciência é o lugar! É um LUGAR IMATERIAL. E como existem infinitas Consciências individuais, Deus está em todos os lugares, aparecendo como a Consciência de cada ser existente), veremos que todas as qualidades de Deus existem na nossa Consciência. Por isso, se Deus é Amor, a Consciência que eu sou também é Amor, porque Deus está inteiramente, completamente, absolutamente presente nela! Se Deus é sabedoria, a minha Consciência é Sabedoria. Se Deus é Abundância, então a minha Consciência é abundância. Tudo isso, em razão da onipresença de Deus! E Se minha Consciência possui uma qualidade repleta de amor, sabedoria e abundância, então todas as coisas que aparecem nela (o mundo!) devem surgir e acontecer segundo essas Leis de Deus que atuam na minha Consciência. É assim que o Amor, a Sabedoria, a Vida e a Harmonia de Deus vêm ao mundo. Elas não vêm ao mundo diretamente, porque Deus não existe no mundo, não é onipresente no mundo. Deus existe num lugar que “não é deste mundo”. Quando fazemos esse reconhecimento, as coisas de Deus chegam ao mundo como sendo os “bens dados por acréscimo”.

O Ser que somos é incorporal, imaterial, existimos como Espírito. Não um “espírito” que desencarna e reencarna vezes e mais vezes, mas como o Espírito de Deus – nunca nascido no mundo, mas nascido apenas e tão somente do próprio Espírito.

“O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é Espírito.” (João 3:6)

“Ora, o Senhor é Espírito; e onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade.” (II Coríntios 3:17)

“Porque os que são segundo a carne inclinam-se para as coisas da carne; mas os que são segundo o Espírito tendem para as coisas do Espírito.” (Romanos 8:5)

“Vós, porém, não estais na carne, mas no Espírito” (Romanos 8:9)

“Mas nós não recebemos o espírito do mundo, mas o Espírito que provém de Deus, para que pudéssemos conhecer o que nos é dado gratuitamente por Deus.” (I Coríntios 2:12)

Portanto… acredito que estes versículos são o suficiente para explicar Quem realmente somos. Não estamos no mundo, estamos em Deus. A visão material nos faz acreditar vivermos e pertencermos a um mundo material. Mas a Mente de Cristo nos confirma que “em Deus vivemos, nos movemos e existimos” (Atos 17:28).

 

Autor: CAMINHO INFINITO NA PRÁTICA - reggisbrother

Coach Místico. Não sou nada. Não busco nada de ninguém. Nunca serei nada e nem posso querer ser nada. Apenas compartilhando a Graça. Paz, fique calmo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s