Explique como distinguir a diferença entre a Presença e uma sensação emocional.

Resposta: Pelo fruto. Quando você tem uma experiência espiritual e Deus se torna muito real, a Presença se torna muito real, ou há uma agitação ou despertar interior, sempre há sinais que se seguem para que você não possa errar o caminho. Eu diria o seguinte: se houver uma dúvida em sua mente, tenha certeza de que você não teve a experiência, pois quando a experiência acontecer, não haverá dúvidas. Na verdade, nunca conheci ninguém que tivesse passado por essa experiência e tivesse dúvidas se era ou não real. Muitas vezes, alguns sentiram que tiveram uma experiência e então duvidaram dela. Mas sempre descobriram depois que não era a experiência. Era emocional ou oculto – do reino mental, não espiritual.
Deus é positivo. Deus nunca deixa ninguém em dúvida. Deus pode nos fazer esperar às vezes. Ah, sim, na vida espiritual existem longos períodos de espera – espera entre um passo e outro, espera entre um desdobramento e outro, espera entre uma experiência e outra. Eles não vêm todos os dias da semana apenas ligando e desligando, ou fechando os olhos para meditação. E a experiência espiritual é como platôs, degraus. Você alcança um certo platô e parece estar lá. Você tem uma atividade e a realiza. Você a executa e, de repente, parece não estar fazendo nenhum progresso. Você apenas espera, e não há nada a fazer a não ser esperar. Você não pode apressar uma experiência espiritual mais do que pode transformar um botão de rosa em uma rosa. Deve levar seu tempo normal e natural de desenvolvimento. Assim é com uma experiência espiritual.

É por isso que existem essas experiências que são chamadas de “noites escuras da alma”. São períodos de angústia porque são períodos de esterilidade. E, nesses períodos, você fica absolutamente certo de que Deus o abandonou; que você é indigno; que você cometeu um erro; que você cometeu um pecado e Deus o lançou nas trevas exteriores. Mas há uma razão para isso. Não é que Deus nos expulsou. Acontece apenas que uma luz maior e mais profunda está chegando, e deve haver um processo de esvaziamento antes que essa luz maior possa chegar.

Veja, Deus é um ser infinito, e Deus simplesmente não adiciona um pouco para nós hoje, e um pouco amanhã, e um pouco no dia seguinte. Isso não acontece no Reino Espiritual. No Reino Espiritual, você tem uma experiência, e é profunda e rica. É brilhante; é Luz. E dá a você uma visão além de tudo que você já conheceu antes, e então você vive com isso, trabalha com isso e sonha com isso. E quaisquer que sejam as obras que alguém faça, essas obras são realizadas.
Mas então, quando o próximo passo está pronto para uma experiência ainda mais elevada, um desdobramento ainda mais elevado, parece que tudo é levado embora, e aí vem esse vazio, esse vácuo, a sensação de ausência de Deus, a sensação de separação. E com isso vem aquela experiência que é chamada de noite escura da alma – quando há uma angústia real por dentro. E daí surge uma experiência mais profunda, uma experiência mais rica, mais luz, mais iluminação. E por aí vai. Existem muitas noites sombrias da alma neste caminho até a final. O último, claro, é a verdadeira noite da alma. E é isso que quase custa a vida de homens e mulheres até que eles tenham passado por essa experiência particular e saiam para a plena realização da luz.
Ora, essas experiências não nos são dadas levianamente, nem as merecemos levianamente, nem podemos jamais merecê-las. Eles vêm pela Graça. Mas cada uma dessas experiências exige que realizemos a vida no nível dessa realização até que, pela Graça, a próxima seja trazida. Agora você não pode duvidar dessas experiências, nem pode contá-las. Pode surpreendê-lo, porque provavelmente você já leu muitos livros sobre experiências espirituais e sobre iniciações e sobre a vida dos grandes mestres. Não se surpreenda se eu disser que não existe um autêntico. Nenhum mestre jamais revelou os segredos internos de sua vida espiritual. Nem na história do mundo existe um manuscrito ou um livro que revele a vida interior de um místico.


Há um livro, escrito por um homem que teve uma grande experiência mística, que conta tudo o que se sabe sobre as experiências místicas de outros místicos, e que, claro, é a Consciência Cósmica do Dr. Bucke. Ele nos diz que Jesus era um místico; que Walt Whitman era um místico. Ele nos prova pelos frutos de suas vidas que eles eram místicos. Mas em nenhum caso ele revela a experiência ou as experiências que os tornaram místicos. E, por experiência própria, ele apenas nos conta que estava em uma carruagem, cavalgando pela Inglaterra à noite, quando toda a cidade ficou iluminada. Todo o lugar onde ele estava, toda a rua, estava iluminada e cheia de luz. E é tudo o que ele nos diz. Mas tenha certeza de que há mais do que isso. Então é.
Mesmo que a experiência mística não venha até você, é realmente improvável que você esteja neste caminho sem a perspectiva de ter alguma experiência espiritual. O próprio fato de você ter sido conduzido a um caminho espiritual indicaria que há algo reservado para você nessa linha.

Mas quando isso acontecer, independentemente de quão pequena a experiência possa ser ou quão leve ou quão breve, não compartilhe com ninguém. Não diga a ninguém, porque você está virtualmente garantindo a si mesmo que isso não acontecerá novamente e que não dará frutos. Se você tem um professor espiritual que desempenhou um papel em trazê-lo para a luz, você pode compartilhar suas experiências com seu professor e, assim, ser levado a uma experiência maior, porque seu professor sabe como manter sua experiência em segredo, considerá-la sagrada, e aprofundar e enriquecer essa experiência. Mas ninguém mais sob o sol – nem uma esposa, nem um marido, nem um filho – deve jamais compartilhar a profundidade de uma experiência espiritual – ninguém além de seu professor, se você tiver um.

É assim que você vai encontrar experiências espirituais surgindo dentro daqueles que consideram o assunto de Deus sagrado – não para serem usados, para não serem alardeados perante o mundo, não para aumentar o ego, não para fazer alguém parecer grande diante de seus amigos – porque no final, ocorre o contrário. Amigos e parentes acham que saímos do centro. Amigos e parentes começam a duvidar de nossa sanidade, porque quem nunca teve uma experiência espiritual não fala essa língua. Portanto, eles não têm como entender do que estamos falando.
Então, em vez de querer que Deus ou a experiência espiritual tornem alguém um curador ou professor, esqueça tudo isso. Esqueça tudo isso e fique tão satisfeito por ter a experiência simplesmente pela experiência. E então, se assim for, Deus vai deixá-lo partir e nunca revelar isso ao mundo, e nunca ter que sair para este mundo e trabalhar com isso, você será grato muitas, muitas e muitas vezes. Muitas vezes, porque você saberá o que é ter a experiência interior, a comunhão interior com Deus, e nunca tê-la perturbada pelas influências do mundo exterior. Mas houve pouquíssimos na história do mundo que tiveram permissão para ir embora e viver em uma caverna ou à beira do mar após um certo grau de iluminação. É por isso que o Mestre deixou esta palavra com seus discípulos: “Permaneçam no mundo, mas não sejam dele.” Não faça parte deste mundo e de suas alegrias ou tristezas. Simplesmente caminhe por este mundo como uma luz, ajudando aqueles que estão temporariamente em suas alegrias e sombras, e os ajude a alcançar a luz superior.

Joel – Série Perguntas & Respostas

Este trecho é da gravação # 404, 1961 Mission Inn Closed Class, Side 1: “The Mystical Approach.”



Categorias:Perguntas & Respostas

Tags:, , , , ,

1 resposta

  1. Sim meu irmão! após uma noite escura , vem a luz de um novo amanhecer!!! Isso é maravilhoso ao nossos olhos… Aloha ….

    Curtir

Deixe uma resposta para Cláudio Roberto Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: