O GRANDE CÍRCULO DE ORAÇÃO

Muitos dos problemas que o mundo enfrenta são humanamente insolúveis, problemas de uma tal magnitude que estão além da mente ou do cérebro, mesmo daqueles que buscam os mais altos cargos nas nações do mundo. Este é um momento que sacode a fé do homem. Esta é uma época em que as pessoas começam a pensar, temer e duvidar. No entanto, esta é nossa grande oportunidade. Por quê?

Nós temos uma solução para esses problemas?

Não. Nenhuma solução humana.
O Mestre não tinha uma solução humana para oferecer na sua época. E, no entanto, ele tinha uma solução para todo problema da experiência humana. Ele ensinou o recurso a um reino interior, um poder interior que torna os homens livres.
Uma pessoa que teve alguns dos frutos da vida espiritual nunca a abandonará. Ele pode passar por provações e tribulações, mas ele sabe que ele passa por isso com uma Presença que finalmente o leva à luz espiritual e harmonia. Nós nunca devemos esquecer que cada um de nós sofre de alguma forma quando o mundo sofre. Não podemos viver completamente em nós mesmos e dizer que o sofrimento da humanidade não nos afeta.

Isso seria impossível.

Aqueles de nós que estão no caminho espiritual têm uma ligação uns com os outros que torna nosso interesse comum e unido. Nossa vida real é vivida na inteireza de nosso ser, e nos apegamos àquela interioridade com relação à suprimento, companheirismo e relacionamentos externos. Nosso interesse está em produzir poder espiritual, não apenas para nós mesmos ou para nossas famílias, mas para o mundo inteiro.
Temos a oportunidade de viver uma vida tão governada espiritualmente que daremos frutos ricamente e as discórdias do mundo não chegarão perto de nossa morada. Essa oportunidade surge apenas superando nosso problema, e esse problema é a capacidade de superar o uso das armas do mundo, de pensar “acima” em termos de soluções humanas, dependendo delas, ou de acreditar que, de alguma forma, elas resolverão os problemas do mundo.

Damos a César as coisas que são de César. Oramos pedindo orientação sobre a quem votar. Nós vamos às urnas no dia da eleição e não encontramos desculpas para ficar em casa. Isso é uma obrigação de cidadania. Mas não podemos esperar que os problemas do mundo sejam resolvidos dessa maneira. Os problemas do mundo serão resolvidos espiritualmente. Eles serão resolvidos sem pegar a espada, sem rebelião, sem revolução, sem tomar partido. Certamente, como cidadãos, votamos em quem é que nos é revelado como representando a mais alta forma humana de governo. Mas não devemos colocar a responsabilidade sobre qualquer autoridade eleita para salvar o mundo.

Embora possamos estar vivendo em um senso de maior segurança e paz do que o mundo em geral, no entanto, devemos uma dívida com o mundo e, portanto, assumimos algumas das responsabilidades, provações e tribulações do mundo. Além disso, quando passamos por alguns dos problemas do mundo e trazemos a eles nossa realização espiritual, estamos contribuindo com algo para a superação desses problemas.

 

person gather hand and foot in center
Foto por Pixabay em Pexels.com

O ponto importante é que a graça de Deus não é dada a nenhum indivíduo por si mesmo. Não existe tal coisa como Deus dando Sua graça a uma pessoa para seu próprio benefício, não mais do que o sol brilha exclusivamente para a família Silva, os Almeidas ou os Albuquerques.
Deus não poderia dar mais a qualquer um de nós uma bênção do que Deus poderia dar maçãs a um ramo de uma árvore. A árvore é uma árvore inteira, importante no esquema de Deus. Portanto, as maçãs devem aparecer em todos os ramos da macieira. As rosas devem aparecer em todos os ramos da roseira. Quão tolo seria orar por rosas estarem em um galho de um arbusto, ou por maçãs estarem em um galho de uma árvore! Quão tola essa oração seria aos olhos de Deus!

Como deve parecer a Deus que oremos: “Abençoe a senhora Maria”. Por que a Sra. Maria? Por que mais a Senhora Maria.  do que Mrs. Silva ou Mrs. Smith?

“Deus abençoe nosso país.” Por que nosso país mais do que qualquer outro país do globo terrestre?

Como é possível que Deus abençoe um e retenha do outro?

Como seria possível o sol brilhar no meu jardim e sentir a falta no seu.
As Escrituras revelam que a graça de Deus recai sobre os injustos e os justos. Quão pecaminoso é acreditar que a graça de Deus flui apenas para as pessoas boas! A graça de Deus não é apenas para pessoas boas, mas ainda mais para as más. Não nos é dito que os saudáveis ​​não precisam de um médico? Nossa oração deve ser universal e incluir essa sabedoria:

Deus não tem filhos ilegítimos. A graça de Deus é destinada a todos os filhos de Deus. Toda a graça de Deus é dada universalmente a toda a humanidade; e quando um indivíduo recebe essa Graça, não é para si mesmo, mas para o benefício do mundo.

fire

Por que, então, todos nós não recebemos as bênçãos de Deus igualmente? Aqueles de nós que em algum grau encontram uma falta ou limitação da bondade de Deus só a encontram porque nós mesmos estabelecemos a barreira. Estamos mantendo algumas pessoas em condenação, algumas raças ou alguns credos, como se houvesse alguma raça ou credo em Deus. Não temos apenas preconceitos e intolerâncias raciais e nacionais, mas, estupidamente, temos religiosos, como se Deus pertencesse a alguma igreja. Não há igreja em Deus. Não há religião em Deus. O relacionamento de Deus não é com edifícios ou instituições criadas pelo homem. O relacionamento de Deus é com Ele mesmo aparecendo como homem, um relacionamento indissolúvel.

Com cada avanço na compreensão espiritual que chegou até nós, colocamos nosso conhecimento espiritual e Realização não apenas à porta de nossa família, de nossos vizinhos e de nossos amigos, mas oferecemos qualquer coisa de compreensão ou poder espiritual que tenhamos recebido de alguém que esteja dentro da nossa consciência e que pareça ter uma necessidade. À medida que avançamos ainda mais na consciência espiritual, começamos a orar por nossa comunidade, nação e mundo. Aqueles que foram os mais longe no caminho estão dando uma parte de cada dia para orar sobre as condições do mundo.

Joel Goldsmith – Capítulo 10 – O GRANDE CÍRCULO DE ORAÇÃO – do Livro: A ALTITUDE DA ORAÇÃO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site hospedado por WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: