O Poodle Branco?

Pergunta: Joel geralmente se refere ao “poodle branco”. Qual é a história por trás do uso disso?

Resposta: O pensamento errado aparece, exteriormente, como pecado, doença e morte? Não, não tem como. Ela chega a nós apenas como uma aparência ou uma crença, e nós aceitamos essa aparência ou crença como se realmente fosse uma forma externa. Uma pessoa hipnotizada a acreditar que existe um poodle branco na plataforma do hipnotizador, pode produzir um poodle branco lá? Não! Todo o pensamento hipnotizado do mundo não produzirá um poodle branco. Só produzirá uma aparência ou crença que a vítima alega ser um poodle branco. O pensamento errado nunca produzirá pecado, doença ou morte. Nós não somos criadores; Deus é o Princípio Criativo e cria apenas Sua própria imagem e semelhança. Nosso pensamento errado e o pensamento errado do mundo, portanto, nunca produzirão pecado, doença ou morte. Esse pensamento errado apenas objetivará a crença como uma imagem ilusória como o nosso “poodle branco” e, em seguida, olharemos para ela e diremos: “Como vou me livrar dela?” Nem está aqui, então como podemos nos livrar disso?

Não existe pecado, doença ou morte, e todo o pensamento errado no mundo que podemos fazer não produzirá tais coisas. Mas a crença universal em uma individualidade separada de Deus produz essas imagens errôneas que consideramos ter substância, lei e realidade, mas que elas não têm. Todas essas imagens são tão irreais quanto o poodle branco que o homem hipnotizado acredita estar vendo. Lembremos que ele não está vendo; ele acredita que está vendo isso.
Não há como remover esse poodle branco, exceto no sentido de despertar o sujeito de seu estado de hipnose. Como fazemos isso?

Um com Deus é uma maioria.

Se houvesse uma pessoa de visão espiritual na platéia que pudesse rir alto e dizer ou mesmo pensar que não há um poodle branco para se livrar, o homem hipnotizado acordaria do sonho. É apenas porque todos estão de acordo com ele – o cego guiando o cego – que isso acontece. Se alguém conscientemente perceber que está apenas testemunhando uma forma de hipnose, essa percepção rapidamente o despertará para o fato de que a hipnose não é um poder. É uma crença em um poder separado da Vida.
Sempre que somos confrontados com qualquer forma de doença, pecado, morte, falta ou limitação, vamos entender rapidamente: “Esta é uma imagem hipnótica, e não preciso fazer nada a respeito”. Dessa maneira, podemos muito bem ter uma cura instantânea. Mesmo que a cura não seja instantânea, nosso apego a essa Verdade acabará revelando a harmonia que já é.
Devemos perceber que não há doença: há apenas hipnotismo; existe apenas uma imagem hipnótica aparecendo como doença. A cura espiritual não é usar a Verdade para superar o erro. Não está usando o poder do bem para superar o poder do mal. Jesus respondeu ao homem aleijado: “Levante-se … e ande.” Isso não estava usando um poder para curar doenças. Dizia com efeito: “Não há nada a ser superado”. Ele não usou o poder de Deus para fazer algo a Pilatos ou para afastar a crucificação. Ele disse: “Tu não poderias ter nenhum poder contra mim, a não ser que fosse dado do Alto”. Então Ele deixou a crucificação prosseguir e provou a Vida Eterna.

Um curador espiritual não é uma pessoa que desenvolve uma técnica de usar a Verdade para superar o erro ou de usar o tratamento para superar a doença. Um curador espiritual é aquele estado de consciência que sabe que somente Deus é a realidade de todo ser, e que qualquer outra coisa é um estado de hipnose. O reconhecimento de que ele está lidando com um estado de hipnose, e não com uma pessoa ou uma condição, é a consciência curadora.

Do Livro: Mestre Fala por Joel Goldsmith – Série Perguntas & Respostas



Categorias:Perguntas & Respostas

Tags:, , ,

1 resposta

  1. Somente posso Agradecer por me vir lembrar, uma e outra vez, a Verdade: Deus é Livre e Eu Sou Livre Nele e com Ele. O mundo dos Sentidos são Nada.
    🙏Aloha🙏

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: