O SEGREDO DA CURA É A REAÇÃO

Cartas do Caminho Infinito – Agosto de 1957 –

Todo o segredo da cura está em uma palavra: REAÇÃO. Não há nada mais amoroso do que o ministério de Cristo, e ainda assim esse ministério de Cristo é completamente indiferente às aparências, sejam elas boas ou más. O Trabalho de cura requer não apenas intenso amor à Deus, mas uma grande reverência por um Deus que pode manter seu universo tão perfeito e harmonioso. Esse amor e reverência, no entanto, devem ser acompanhados por uma total indiferença em relação a toda aparência que não atesta a perfeição e a harmonia do universo de Deus.

Sua reação, quando uma reivindicação é apresentada a você, determinará a cura. Se você pode ser indiferente à aparência, poderá ser o instrumento para uma cura rápida e maravilhosa, dependendo da receptividade do paciente ou aluno. Se, no entanto, você reagir seja sequer com o menor traço de dúvida ou medo, aceitando assim a aparência, poderá ter uma longa batalha pela frente. Nossa preocupação nunca deve ser com a aparência, mas sempre com o Princípio. Quando nos pedem ajuda, não nos debruçamos sobre a condição física do paciente e se ele vai melhorar dentro de uma hora ou daqui alguns dias; mas nossa responsabilidade é permanecer no Princípio de que: Deus é a alma de Todo Ser; Deus é a única Lei, o único Poder, a única Substância e a única Atividade.

REAÇÃO

Não nos preocupamos com a identidade do paciente, nem com o nome ou a natureza da reivindicação. Nós mantemos o Princípio:

Cristo é a verdadeira identidade do ser individual. Cristo é minha identidade; Cristo é sua identidade.

Quando sabemos disso sobre um paciente, é impossível termos alguma preocupação ansiosa por ele. Nossa função é a realização do governo de Deus na vida individual.

Quase todos os pecados e doenças do mundo são resultado de crenças universais. Por exemplo, uma pessoa passa um tempo em um local com vento frio e fica resfriada. Por quê? Existe uma crença universal de que ficar em um local com vento frio causará resfriado a uma pessoa. Outra pessoa é infectada com alguma doença contagiosa viral por causa de uma crença universal em infecção e contágio. Nada disso tem nada a ver com o paciente. Portanto, quando confrontado com alguma dessas crenças que ganharam aceitação mundial, lembre-se de que não é uma pessoa e não tem nada a ver com ela. É uma crença universal e não é um poder: todo poder está em Deus.

É uma crença universal e não é um poder

Sua função, como aluno-praticante, é permanecer quieto em Cristo e deixar que a vontade de Cristo seja feita assim na Terra como no Céu. Esteja você lidando com problemas envolvendo negócios, trabalho ou problemas conjugais, certifique-se de nunca entrar no caso humanamente;

A consciência livre da crença em dois poderes é uma LUZ para aqueles que se permitem dar conselhos humanos. Não reaja à aparência e nunca tente mudar a aparência. A não reação às aparências é uma demonstração de sua fé na capacidade de Deus de governar o seu próprio universo. Ignorar a aparência e se concentrar apenas sua atenção no Princípio é uma questão de treinamento e autodisciplina.

Não é necessário saber o nome de um paciente ou o que o está incomodando, porque essas coisas não importam no Tratamento. Nossa preocupação é a palavra de Deus que revela que Deus é o Princípio deste universo; Deus é o Princípio de toda a criação; Deus é a vida, a mente e a alma de todo ser:

Eu e o Pai somos Um, e tudo o que o Pai tem é meu.

Toda a consciência divina do Pai é a Minha consciência divina, porque somos Um.

Todo o poder espiritual de Deus é o Meu poder espiritual.

Eu sou um instrumento através do qual esse poder está fluindo para o mundo.

Ao trabalhar com esse Princípio, gradualmente você passa de uma percepção intelectual do Princípio para a consciência dele. Nunca mais é necessário fazer uma declaração da verdade, mas a verdade está continuamente fluindo através de você. “Se eu for levantado da terra, atrairei todos os homens para mim.” E o que significa ser levantado? Se Eu sou elevado a esse lugar na consciência em que não tenho nenhuma preocupação com nenhuma pessoa ou condição, nesse lugar onde entendo que Deus realmente é a Alma do universo e a influência que governa – “a única influência” – permaneço no Princípio. É um reconhecimento da Verdade de que Deus é o tema central da existência; Deus é a Vida; Deus é o TODO em todos.

Mesmo depois de termos nos tornado completamente fundamentados no Princípio, as tentações chegarão a nós por algum tempo. Seremos tentados a acreditar em uma individualidade separada de Deus, a acreditar que não vivemos, nos movemos e temos nosso ser em Deus, a aceitar um senso de separação de Deus, a aceitar pecado, doença, morte, falta e limitação como estados reais de ser que devem ser superados. Quando essas tentações chegam, nosso remédio estará sempre à mão:

Obrigado Pai; Estou em Casa em Ti. Agora estou no lugar secreto do Altíssimo.

Agora mesmo, apesar dessa aparência estar no vale das sombras e da morte,

Agora não terei medo do mal, pois Eu e o Pai somos um. Tudo o que o Pai tem é meu.

Quanto maior o uso que você faz da palavra É ou da palavra Eu sou, mais você se aproxima da Realização do verdadeiro Ser. “O Senhor é meu pastor; e nada me faltará”. Não precisamos fazer do Senhor nosso pastor, nem procurar um pastor, mas apenas perceber: O Senhor É, É, É meu pastor; Eu não vou querer nada, pois nada me faltará. Enfrente qualquer aparência de falta de segurança com essa Verdade. Quando permanecemos na Verdade e deixamos a palavra da Verdade em nós, esse é o nosso remédio para toda tentação.

Como já vivemos, nos movemos e temos nosso ser em Deus, não precisamos procurar remédios, tratamentos ou orações. Tudo o que precisamos fazer é ficarmos parados, quietos ou em silêncio e perceber:

“Obrigado, Pai, está feito.” Não temas. Em qualquer situação, “não tenha medo; sou Eu.

Eu estou no meio de você; Eu estou contigo; Eu nunca vou te deixar nem te abandonar”.

Lembre-se, somente quando conscientemente aceitamos isso na consciência, tornamos tangível em nossa experiência. Enquanto tenhamos um senso de separação, enquanto reconheçamos que estamos em algum lugar fora de Deus e tentando voltar a Deus, enquanto estamos buscando trazer Deus para a nossa experiência, continuamos com esse sentimento de separação. Em vez de aceitar um sentimento de separação, “não se apóie no seu próprio entendimento”, mas reconheça-O em todos os seus caminhos e ele lhe dará descanso:

Embora eu faça minha cama no inferno, você está lá comigo.

Deus no meio de mim é poderoso. Eu sou; Eu já sou;

E aquilo que estou procurando, Eu já sou. Estou no lugar secreto do Altíssimo.

Eu sou da obra do Meu Pai.

Meus olhos estão fechados para discórdias e desarmonias, para aparências e tentações.

Não vejo e não ouço o mal.

Mesmo vendo a aparência do mal, não o aceito como realidade.

Vejo isso como uma sombra, que eu não odeio, não amo e nem tenho medo.

Vejo somente Deus, Deus aparecendo como a vida de todo ser.

  • Nunca dê poder às aparências;
  • Nunca reaja a aparências do bem ou do mal;
  • Não tem outros deuses, nenhum outro poder além do UNO.

Do ponto de vista do Caminho Infinito, não há Verdade sobre o erro ou Deus vencendo o mal, mas a percepção de que não há poder em nenhuma aparência maligna para Deus vencer. Não há poder na forma; não há poder em nenhum efeito ou condição: Todo poder está no Infinito Invisível. Esse é o Princípio de cura.

Joel – Cartas do Caminho Infinito – Agosto de 1957



Categorias:Ensinamentos Joel S. Goldsmith

Tags:, , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: