Como alguém impede o pensamento consciente de correr pela mente durante
meditação?
Resposta: Você não pode, e você não tem o direito de fazer isso. Você não faz – apenas deixe-os correr. Eles não têm nenhum poder. Eles não podem fazer nada a ninguém, nem mesmo a você. É como se houvesse estações de rádio chiando por aqui, e um bilhão de pensamentos dessa estação passam pela mente enquanto estou falando, mas não estou prestando atenção a eles. Eles vêm e vão. Todo mundo tem a experiência de pensamentos passando por sua mente, mais especialmente quando estão tentando ficar quietos. Fomos treinados para viver no mundo exterior, para ver, ouvir, saborear, tocar e cheirar tudo o que está acontecendo ao nosso redor. Assim, no exato momento em que tentamos ficar quietos, todas essas coisas sensoriais passam por nossa mente. E o mais estranho é isso: eles assumem tantas formas diferentes, como se realmente houvesse um diabo decidido que não iríamos chegar a Deus.


Bem, quando a ideia da meditação me veio pela primeira vez, não tinha como saber como aprender a meditar. Eu tive que me ensinar. Uma das primeiras coisas que descobri na literatura sobre meditação foi que você deve tentar parar esses pensamentos. E, claro, não cheguei a lugar nenhum lugar rápido com isso. Como acabei descobrindo, você não pode detê-los; simplesmente não há como impedi-los. Eles virão e irão. Você pode muito bem decidir deixá-los vir e deixá-los ir e se divertir toda a diversão que quiserem com você. Apenas os ignore. Não dê atenção a eles. Deixe-os vir e deixe-os ir, porque há um você que está pensando em Deus em sua meditação. Agora, suponha que eu queira meditar, e quero meditar sobre alguma declaração da verdade, e o pensamento me venha:

“Filho, tu estás para sempre comigo e tudo o que Eu tenho é teu”.

Eu quero meditar sobre isso: “Filho, tu estás para sempre comigo e tudo o que eu tenho é teu”. Joel quer meditar sobre isso. Então, há um Eu aqui; há um Joel aqui. “Filho, tu estás sempre comigo e tudo o que Eu tenho é teu. Tu estás sempre comigo. ” Então penso: “Sim, sim, Jesus disse: “Eu e o Pai somos um”. Jesus disse: “Eu nunca vou te deixar nem te desamparar”. Sim, eu posso ver isso – que Deus está sempre comigo.” Então posso voltar e pensar em outras ilustrações nas Escrituras onde era tão evidente que mesmo no vale da sombra da morte, ele não podia temer o mal, pois Deus estava sempre com ele. Eu me lembro de Ezequias. Seu povo estava perturbado porque o inimigo era tão grande em número que ele lhes disse: “Não temais, sejam corajosos. Eles têm apenas o braço de carne, mas nós temos o Senhor Deus Todo-Poderoso. ” Novamente havia evidências de que em todos os tempos, em todas as situações, o Pai estava dizendo “Eu estou sempre contigo.”
Mas agora, veja, enquanto pensava nisso – especialmente naqueles dias iniciais – esses outros pensamentos vinham à minha mente. O corpo começou a coçar, primeiro em um lugar, depois em outro; depois o topo da cabeça e os dedos dos pés. Tive de tirar os sapatos para chegar aos dedos dos pés. Os pensamentos continuavam chegando, e eu não sei como todas as pessoas são, mas alguns dos meus pensamentos eram muito ruins. Eu costumava me sentir muito culpado por isso porque pensava que eram meus pensamentos. Fiquei um pouco surpreso que uma pessoa pudesse estar tão seriamente empenhada na verdade espiritual e ter pensamentos mortais e materiais tão horríveis, e me perguntei como isso poderia ser. Mais tarde, descobri que esses não eram meus pensamentos. Eles eram apenas pensamentos humanos passando pelo ar, e eu os estava pegando e colocando a palavra “meu” antes deles, pensando que eram meus pensamentos.

Eles nunca foram meus pensamentos porque, naqueles anos, meu pensamento estava muito concentrado em encontrar Deus. Eu estava pegando outros programas no ar.

Então, aprendi a ignorar esses pensamentos e apenas manter meu pensamento em “Filho, tu sempre estás comigo.” E então, quando esses outros pensamentos se intrometessem, eu iria direto para eles até aquele ponto central e manteria meu pensamento lá. Em vez de vagar por esses outros pensamentos, tudo que eu precisava fazer era voltar e dizer: “Tudo bem, vagueie o quanto quiser, mas eu voltarei.” Aqui estou: “Filho, tu estás sempre comigo.” E eu começaria tudo de novo. Se eu me afastasse, voltaria direto ao meu tema central e começaria de novo.
Agora, aprendi que os pensamentos intrusos não são poder. Lembre-se sempre disso, especialmente se você tem estudado formas de metafísica onde ensinam que o pensamento errado é ruim e tem poder. Não acredite mais nisso. O pensamento errado não é um poder. Pensar mal não é um poder. Nenhum tipo de pensamento é um poder, nem mesmo o bom pensamento. Pensar simplesmente não é um poder, então não preste atenção a isso. Concentre-se na verdade. A verdade é poder. “Filho, tu sempre estás comigo” é uma verdade, e isso é poder. Mas se eu fosse pensar que Deus está comigo, isso não é um poder. Se eu fosse pensar que Deus está com você, isso não é um poder. Se eu fosse pensar que o diabo está com você, isso também não é um poder. Mas se eu conheço a verdade: “Filho, tu sempre estás comigo”, isso é poder. Isso não é um pensamento. Essa é uma verdade real. Isso é tão verdadeiro quanto duas vezes dois são quatro. Pensar a verdade ou pensar duas vezes dois não é poder, mas duas vezes dois é quatro é poder porque é a verdade.
E então eu digo: “Filho, tu sempre estás comigo.” Isso é verdade; isso é poder. E todos os outros pensamentos que estão passando por lá não têm poder algum. Em seguida, passo para a próxima declaração: “E tudo o que Eu tenho é teu.” E no minuto em que ouço a palavra “Eu”, isso estabelece uma linha de pensamento, e volto direto para todas as declarações que citei para você: “Eu vim para que sejais realizados. Eu nunca vou te deixar nem te desamparar. Aonde quer que você vá, Eu vou.” Sim, é verdade. Tudo que Eu tenho, Eu tenho. “Tudo o que o Pai possui – o que Eu do meu ser – é meu”, e estou mantendo meu pensamento alinhado com essa verdade.


Não significa que mil outras coisas não estejam passando pela minha cabeça. Oh, elas podem estar. Elas não estão neste minuto, porque nos anos que se seguiram, meu pensamento tornou-se tal que esses pensamentos externos não entram. Posso sentar em silêncio e ir direto ao meu tema principal, e nada entra. É por isso que posso ficar na plataforma e enquanto estou falando, mesmo que não tenha pensado com antecedência, você descobre que partimos de uma premissa para uma conclusão. Nós simplesmente não nos afastamos. A razão é que agora tudo está excluído, exceto a ideia que está em minha mente. Mas isso vem com a prática, e a prática disso é aprender a desconsiderar esses outros pensamentos.

Certamente, enquanto pondera as verdades mais profundas, você pode ter medo de morrer. Você pode temer por seu suprimento ou por seu trabalho. Você pode temer por seus filhos ou netos. Mas não pare de meditar nessa conta. Deixe esses medos continuarem; deixe esses pensamentos seguirem em frente. Você apenas passa por eles. Rompa com eles e segure seu tema central, e quando você perder o fio, não fique com raiva de si mesmo. Não pense que você está fracassando. Você não está.

Você está tendo a mesma experiência que todo mundo já teve. Volte suavemente, retome o seu tema e comece tudo de novo. E, claro, não se preocupe se demorar seis, oito ou nove meses antes de ser capaz de realmente se sentar e se apegar firmemente à verdade do ser. Seu benefício vem desde o primeiro minuto de sua meditação. Desde o primeiro minuto que você volta seu pensamento para Deus, sua nova consciência começa a se desenvolver. A partir de então, é apenas uma questão de persistência, como em qualquer outra fase da existência.

Joel – fita 9B – New Washington – 1952 – Obras Maiores – Série Perguntas e Respostas



Categorias:Perguntas & Respostas

5 respostas

  1. Maravilha!

    Curtido por 2 pessoas

  2. 🌹🌹🌹AloHa🌹🌹🌹

    Enviado do meu iPhone

    Curtido por 2 pessoas

  3. Dignidade ultra da mente absoluta CRíSTICA. Agradeço por tão sagrado PARTILHAR! Na realidade do estado do #CRISTO é super ALCANÇÁVEL. Qto mais se pratica, mais há o desdobrar… REALIDADE da ONIPOTÊNCIA. Predestinação da ONISCIÊNCIA. Status da divindade da escolha do #perseverar DESCONHEÇO maior DÁDIVA!
    HABITÁVEL verdade suprema ÚLTIMA INFINITA…

    Curtido por 2 pessoas

  4. “Filho tu estás sempre comigo, e tudo que eu tenho é teu.” E mais do que isso, em qualquer circunstâncias o Eu Sou está, e não há como dissociar isso. Presença pra sempre. Ninguém pode fechar a porta que o altíssimo abre pra te. Você pode ler livros, estar numa rosa de conversa, cada um com suas “verdades” , porém só há uma única verdade, um só caminho, uma só vida, Cristo em mim, em vc, em nosso semelhante. Tudo está como dever ser. Apesar de nossa natureza discordante. De nosso olhar 🤔Mas que olhar ein? Não faz mal. Temos a inteligência infinita a nós instruir se aquietarmos. Esperar no Pai. Sentir a cada instante sua essência, seu agir. Ele está agindo todo tempo. Antes de tudo começar. Deus é.

    Curtido por 3 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: