Liberdade em Cristo

Se você entende que Deus se revela como sua Consciência Individual, que Deus se manifesta como seu Ser Individual, e se você está tentando viver de acordo com sua ideia de Deus e do Cristo, então como você pode trazer seus pensamentos em termos de corpo, carne, dinheiro, casas ou posses? A única maneira pela qual podemos ser livres em Cristo é manter nossa demonstração no nível espiritual, e não tentar reduzi-la em termos de finitude, não usar o Espírito para atuar em um conceito ou crença material.

Desde que você se aceite como o Cristo de Deus, então aceite a si mesmo como incorpóreo, não como tendo órgãos e funções, mas como tendo o corpo “não feito por mãos, eterno nos céus”. Da mesma forma, desde que você funcione como o Filho Individual de Deus, o Filho Infinito e Invisível de Deus, então aja como se você fosse “co- herdeiro com Cristo”, e não como se você tivesse que se preocupar e planejar como você “ganharia a vida”. Tente viver de acordo com esse maior sentido do que você entendeu ser sua própria Identidade.

Não tente, no seu tratamento, dizer:

“Eu sou o Cristo de Deus” em uma respiração,

e na outra continuar com “como pagarei meu aluguel?”

Isso é tentar fixar este Cristo Espiritual em uma demonstração material. Deixe-o manifestar-se, manifestar-se em sua Consciência, em Demonstração Infinita – pois uma demonstração não se limita ao aluguel deste mês. Ele se manifestará em suprimento para a eternidade, pois “Eu estou contigo sempre, até o fim do mundo” – até o final de toda a limitação, o fim de toda finitude e corporeidade – “Eu estou com você até você ter ascendido completamente na Consciência, se elevado para a compreensão do Céu na Terra, do Céu Aqui e Agora”.

Paulo teve muitos problemas em suas viagens, mas sempre os problemas de Paulo surgiram porque ele estava tomando esta tremenda Verdade Espiritual e tentando fazer alguém engolir goela abaixo, ou fazer alguma comunidade chegar ao seu ideal e sua ideia de vida espiritual, geralmente uma comunidade que ainda não estava pronta para viver a partir do sentido espiritual da existência. Seria como se eu dissesse “você deve se conformar com a minha ideia de vida, se você quiser estudar essa Verdade”. Isso é o que Paulo fez, e foi assim que ele causou problemas a si mesmo. Essa é a maneira com a qual qualquer um de nós teria problemas.

A união não pode ser forçada.

A Unidade não é a combinação dos pensamentos das pessoas e a tentativa de fazer todas elas seguirem um padrão prescrito por uma pessoa. A Unidade vem somente quando cada um é livre no Espírito, quando cada um pode viver sua própria vida para encontrar seu mais elevado ideal, sem ninguém tentando ser um reformador ou estabelecer o padrão para uma casa ou uma comunidade. Cada um deve trabalhar a sua própria Salvação e ser guiado pelo Cristo do seu próprio Ser. Eu posso dizer a você: “você deve parar de fumar”, e talvez você o fizesse. Mas não seria uma cura espiritual. Na melhor das hipóteses, seria uma forma de “bondade humana”, e algum dia você teria que enfrentar esse problema de novo.

Não é melhor revelar a você a natureza espiritual infinita do seu próprio Ser, e deixar que essa Verdade faça o trabalho de cura? Por que alguém deveria se estabelecer como juiz? Cada um tem que entrar nessa Consciência Espiritual em seu próprio tempo, à sua maneira. Alguns de nós precisam de problemas para nos trazer a isso, outros não. Milagres acontecem quando o Cristo toca a Consciência. Um ser humano não pode fazer milagres, mesmo que esse ser humano seja Jesus Cristo!

Somente o Pai, de dentro, pode estender a mão e tocar a Consciência, abri-la e fazê-la perceber que é Uma com Deus, fazê-la perceber sua Unidade com Deus. Cristo nunca foi e nunca será mortal. Cristo é o Filho de Deus, aparecendo como aquilo que chamamos homem. Você acredita naquele que o Pai enviou? Quem é “Eu Sou”? Ninguém além de você! Deus enviou a Si Mesmo em manifestação, como você. Num período você se considera ruim, em outro, bom, às vezes doente ou bem, até você perceber essa Verdade…

E então você diz:

Eu não sou um ser humano! Eu nunca fui um ser humano! Eu sou o Cristo de Deus manifestado! Deus, Ele Mesmo, em expressão como o Filho de Deus. Nenhum dos julgamentos, tribulações ou pecados do presente, do passado ou do futuro pode se ligar àquilo que Eu Sou. Deus Ele Mesmo saiu como o Filho no mundo, para manifestar o Cristo de Deus, para revelar a Mente que estava em Cristo Jesus, para mostrar o Espírito, a Alma e o Corpo de Deus. Eu sou o próprio Corpo de Deus, o Templo do Deus vivo, o Templo do Espírito Santo – a própria Presença de Deus, Ele Mesmo manifestado como Ser Individual.

Joel – O Cristo – Capítulo 9 – Livro: Consciência em Desdobramento



Categorias:Assuntos

Tags:, , ,

1 resposta

  1. Mais uma constatação da plenitude de DEUS Superconsciente na liberdade do Espírito. Dedicação a prática nos torna lúcidos q não há como forçar NADA. A ação da Onipresença do bem se dá no íntimo do toque da GRAÇA de GRAÇA por PURA GRAÇA!!! A abertura à VERDADE é super individual. (Indiviso UNO). Após conhecer de FATO(na ÍNTEGRA), a REALIDADE q não há existência no erro, não se perde um se quer INSTANTE com o desnecessário. *REPOUSO ENCONTRADO.
    Livre somos para ser o q SOMOS!
    O CORPO #incorpóreo do DEUS inconceitual. Sem nenhum defeito. Dispensação do SUPERUNIVERSOS. Louvando cada edição magnífica!
    A mulher -nuvem na imagem me trouxe o SER #intacto. Agradeço em Glória cada emanar sagrado contido na eternidade serena!….
    DIVINIZAÇÃO cumprida.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: