A Percepção do Cristo se Manifesta Como Forma

No meu trabalho, o tratamento é sempre este: a percepção do Cristo. Quando eu me sento quieta e pacificamente num estado receptivo de consciência, mais cedo ou mais tarde, sinto algo no íntimo que reconheço ser a Presença divina, o Cristo, e eu acho que Ele, essa Presença, esse Cristo, atende aos pedidos, quer eles sejam mentais, morais, físicos ou financeiros. Ele participa das relações humanas, trazendo paz onde havia discórdia, isto é, quando essa paz é desejada. Muitas vezes, as pessoas não querem a paz do Cristo. Elas querem sua vontade humana satisfeita. Podem querer ver uma briga resolvida amigavelmente, mas querem-na resolvida à sua própria maneira. Uma pessoa pode querer sua saúde, mas ela a quer, não da maneira pela qual o Cristo pode trazê-la. Em qualquer pessoa que o Cristo toque, Ele sempre desfaz os elementos de sensualidade, inveja, ciúmes ou despeito. O Cristo, muito frequentemente, atua em nossa consciência para disseminar até mesmo os traços herdados ou do meio ambiente, que não conduzem ao viver espiritual, mas muitas pessoas não querem que isto lhes aconteça. Elas querem se agarrar à ânsia pelo poder, à ânsia por um lugar, à ânsia por dinheiro ou à ânsia por alguma coisa mais; no entanto, esperam alcançar também a sua cura. Elas querem a cura, mas não querem se render ao sentido pessoal do eu.

Isto não significa que, em nossa prática do “Caminho Infinito”, se faz uma tentativa de descobrir o que é errôneo no pensamento de um indivíduo para, então, tentarmos corrigi-lo. Não, não, não! Nunca poderíamos ser acusados de tentar descobrir o erro que se oculta no pensamento de outra pessoa. Mas, ao permanecer com este sentido espiritual da verdade, da harmonia e da paz, qualquer sentido material ou mortal que exista como um estado de pensamento se desfaz.

O tratamento, no entanto, para toda e qualquer coisa é: “Paz, fique tranquilo.” Isso é tudo. Apenas essas palavras, “Paz, fique tranquilo!”, são suficientes, se vierem de um estado de consciência que esteja em paz e que tenha encontrado o centro do seu ser.

Se eu tivesse que tentar corrigir algo em sua mente ou em seu corpo, o tratamento não daria certo. Se, no entanto, eu esquecesse o mundo e o que se chama de forma, e encontrasse o meu centro de ser – encontrasse a minha paz, a percepção do Cristo, então, a resposta viria rapidamente: “fui ajudado” ou “eu estou curado”. Não seria qualquer coisa que eu soubesse ou qualquer poder que eu mesmo possuísse; seria este o Cristo.

Se não tivermos essa consciência da presença do Cristo, não teremos o ÚNICO elemento que faz o trabalho de cura. O Cristo está sempre presente conosco; o Cristo é a realidade do nosso ser; mas a necessidade é devida à percepção consciente da presença do Cristo. Nós desenvolvemos isso ao estudar e ao ouvir a Palavra, ao trilhar junto com outros estudantes o caminho, e pela revelação de nosso próprio ser, causada pela meditação. A leitura, a união com outros no caminho e a meditação nos trazem aquele estado de consciência onde, de repente, a realização interior acontece e o Cristo se manifesta, desvendando Sua glória para nós.

Nossa consciência da verdade aparece exteriormente como forma. Este Cristo, que é o Espírito Santo, aparece perceptivelmente como forma. Ele pode aparecer como um coração, um fígado ou um pulmão novos. Ele pode aparecer como um osso novo em seu corpo. Ele pode aparecer como um marido, uma esposa, ou um companheiro. Ele pode aparecer como uma oportunidade. Ele pode aparecer como um lugar para estacionar na rua. Ele aparece nas formas mais diminutas – um pequeno alfinete, se é disso que precisamos naquele momento. Não paramos e tentamos formá-lo. Não paramos e murmuramos que vamos precisar de um alfinete, de um lugar para estacionar, ou de um novo pedaço de carne.

Nossa única responsabilidade é atingir a consciência da presença do Cristo, a percepção de nossa unidade com o Cristo.

Voltamos a nos aprofundar em nosso ser interior; sentimo-nos no centro e, vindo Dele, flui a infinidade de Deus. Não O dirigimos a lugar nenhum. Somos apenas um centro de paz, um centro da atividade de Cristo, um centro de amor, um centro de vida. Quanto mais continuamente mantivermos esta atitude, mais esse amor se manifestará exteriormente como dinheiro, pacientes, alunos, clientes, ou como qualquer necessidade que surja.

Nossa consciência da verdade manifesta-se exteriormente como forma, mas não temos de planejar de que forma será. Pedem-nos somente para viver, para evoluir e para ter nosso ser no Espírito Santo, viver como o Espírito Santo, como a Alma, como a Consciência. Somos responsáveis somente por manter nossa integridade espiritual, e atinge-se e mantém-se isso na medida em que vemos a Alma, o Espírito e a pureza como a vida e a harmonia de todo indivíduo.

Isto significa todo o indivíduo, não todo o mortal.

Não estamos falando sobre a figura mortal. Não estamos olhando para ela ou tentando melhorá-la. Estamos olhando através dela para a realidade do ser, com nossa sabedoria espiritual, com nossa percepção intuitiva. Quem, ao procurar, pode achar Deus? Ninguém. Nunca poderemos encontrar Deus com o intelecto, nossa percepção humana, ou nosso poder de raciocínio. Encontramos Deus só em nossa consciência interior, intuitiva e espiritual. Num momento de consciência, algo no íntimo diz repentinamente: “Não sou eu, mas Ele. Eu sou Ele.” Algo no íntimo nos dá o sentimento de uma Presença divina, de unidade. Ao percebermos isso, reconhecemos espiritualmente a realidade do ser do nosso vizinho – até mesmo do ser do nosso inimigo, já que nos dizem que não nos faz nenhum bem saber toda esta verdade apenas sobre nossos amigos – os escribas e os fariseus fizeram isso. Nós, que tomamos o nome de Cristo, devemos ver que isso é verdade, mesmo para o que se apresenta ao sentido humano como nosso inimigo. Muitos de nós pensamos em um inimigo como uma pessoa, mas não temos inimigos maiores do que a morte e a doença. Finalmente, devemos ver através da imagem ilusória da morte e da doença, a vida eterna; assim, não conheceremos a morte.

O mundo continuará passando pela morte do corpo até que, em consciência, supere a crença da morte. Em outras palavras, enquanto cogitarmos numa consciência da morte, esta consciência se manifestará na forma de morte. Nossa consciência interior se manifesta exteriormente como forma. Quando tivermos a consciência interior da vida eterna, ela se manifestará exteriormente como imortalidade, espiritualidade, harmonia, paz, felicidade, poder e controle.

Joel em “As Palavras do Mestre” A Realidade do Espírito, Capítulo 2.

 “E aconteceu que, tendo chegado o tempo para a sua ascensão ele fixou sua face para ir a Jerusalém e enviou mensageiros à sua frente, e eles foram e entraram em uma aldeia dos samaritanos, para lhe fazer os preparativos. E eles não o receberam, porque o seu rosto estava voltado para Jerusalém. E quando os seus discípulos, Tiago e João, viram isso, eles disseram: Senhor, queres que ordenamos que desça fogo do céu para os consumir, assim como fez Elias?  Mas, ele voltando-se, repreendeu-os, e disse: Não sabeis de que tipo de Espírito sois vós.

Porque o Filho do homem não veio para destruir a vida dos homens, mas para salvá-los. E eles foram para outra aldeia.” Lucas 9:51-56



Categorias:Estudantes do Caminho Infinito

Tags:, , ,

3 respostas

  1. 🌹🌹🌹AloHa🌹🌹🌹

    Enviado do meu iPhone

    Curtido por 2 pessoas

  2. Digo: tudo q era necessário aparecia.

    Curtir

  3. A consciência SUPER consciente produzindo externamente a forma necessária à esse AGORA. Tusi q era necessário aparecia. O estado do EU DIVINO , o universo ESPIRITUAL onde não se percebe nada efêmero. A percepção CONSCIENTE do CRISTO. Q DEUS MESMO é nossa VIDA! O TUDO do TODO no INESGOTÁVEL.O q mais PODEMOS almejar diante de tamanha Glória imensurável recebida? REALMENTE É indefinível. Não se precisa d mais NADA. Recebeu o tudo do TODO mesmo quem alcança esse alavancar nítido. Aí ESTOU com TODOS. A #CONSCIÊNCIA viva do EU SOU em JOEL mostra o REINO REAL como nunca vi em nenhum outro revelar. Agradeço e glorifico à DEUS VERDADE o império ETERNO etéreo imortal aqui recebido! Alohando no ÁPICE direto da ilha central da Luz.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: