Como podemos aplicar os princípios do Caminho Infinito em nosso dia-a-dia?

Pergunta: Você poderia, por favor, aprofundar-se nas maneiras pelas quais nós, que não somos praticantes, artistas ou escritores, podemos aplicar os princípios do Caminho Infinito em nossas vidas diárias em nossos escritórios?

Resposta: De fato, ficarei feliz em esclarecer sobre isso. Independentemente do que você esteja fazendo — trabalho doméstico, vendas, motorista, operário; independentemente do que você esteja fazendo — trabalho físico ou mental, contabilidade, auditoria; se você está fazendo isso com seu conhecimento educado, isto é, com sua educação, com sua mente que estudou, você está longe de expressar todas as suas capacidades. Você só está fazendo o que está fazendo de uma maneira muito limitada.


Agora, uma vez que você aprendeu através da meditação a se abrir para uma inspiração interior, você traz uma capacidade totalmente diferente para o mesmo trabalho que você fez antes. E você descobrirá que o que quer que tenha feito antes, agora você não apenas faz melhor, mais rapidamente, com mais eficiência, todavia eventualmente é levado para onde “você” não faz nada, porque algo superior se revelou para você. Em outras palavras, não faz diferença o que estamos fazendo; ainda não estamos cumprindo a plenitude do Cristo.

Mesmo um praticante é apenas uma parte do caminho na jornada. Um praticante não chegou ao fim do caminho. Um praticante deve mais tarde se tornar um professor, mas um professor deve mais tarde superar isso para ser um revelador de uma forma ou de outra, seja escrevendo ou gravando, vídeo ou áudios.
E então, eventualmente, eles devem subir ainda mais alto para onde, como pura consciência, eles estão alcançando a consciência do mundo sem nenhum contato físico.

Agora, não vamos nos aprofundar muito nisso, mas permaneçamos neste nível. Se você está dirigindo um automóvel e está apenas fazendo isso pelo que sabe sobre como lidar com câmbios de marchas e pedais de acelerador, e se está fazendo isso apenas lembrando as leis da estrada, está apenas obtendo um certo grau de correção em sua condução.

Uma vez que você esteja aberto ao impulso espiritual, você descobrirá que dirigir um automóvel é tão automático que é quase impossível cometer um erro, mesmo que sua atenção seja desviada da estrada. Você descobrirá que mesmo onde há oportunidades para acidentes, essa consciência superior, essa consciência espiritual, de alguma forma tira o volante de sua mão e o guia para longe do acidente, ou de alguma forma manipula o carro para você e o tira de problemas.
Veja, há uma faculdade superior ao nosso intelecto humano. O objetivo da meditação é o contato com essa faculdade superior. É uma faculdade da alma; não é uma faculdade de raciocínio. Funciona como o primeiro capítulo de Gênesis: “Haja luz, e houve luz”.

Mas não se preocupa em inventar uma luz e não se preocupa em buscar leis. Apenas diz: “Haja luz”, e há luz.
É um estado de consciência que sabe o que está fazendo sem ter que sentar para pensar, raciocinar e ter razões para isso. Vai direto ao ponto e faz.

Agora, independentemente da natureza do nosso trabalho, há uma maneira de fazê-lo que transcende a maneira como fomos ensinados através da mente. Esse caminho é através desta outra faculdade, esta faculdade superior.

Agora, no momento em que você ultrapassar o trabalho puramente mecânico nos reinos mentais, descobrirá que isso é ainda mais verdadeiro, porque o contato com essa faculdade superior nos traz ideias de que o intelecto nunca soube que existia.
Por exemplo, quando foi que não existia nenhum avião? Bem dentro do nosso próprio tempo de vida, a maioria de nós. E, no entanto, sem experiência anterior, sem conhecimento de quaisquer leis de voo, alguém, em algum momento, de repente percebeu essas leis e começou a experimentá-las e conectá-las. Agora temos voos modernos e voos maravilhosos.

Da mesma forma, você se lembra que eu contei a história de Marconi no Caminho Infinito, que ainda jovem, havia descoberto o que nenhum dos professores universitários havia descoberto – que não há resistência no ar às mensagens que são enviadas através do ar. Como ele aprendeu isso? Não fora dos livros, porque ninguém o descobriu. Nenhum livro para ensiná-lo a ele; nenhum professor para ensiná-lo a ele. No entanto, de alguma coisa, de algum lugar, ele tinha, e ele era o único que tinha, que conhecimento — não há resistência no ar e às mensagens são enviadas. Então, com isso, ele foi capaz de ir direto para seus outros experimentos e sair com o rádio.


E assim tem sido. Enquanto você observa as épocas passarem e vê como a música mudou, como a arte mudou – pinturas, esculturas – você se pergunta como alguém apareceu de repente e mudou toda a tendência. Tudo até então era considerado a arte mais moderna, e agora, de repente, começa a ficar ultrapassado. E assim é.
Aqueles que estão sintonizados com essa faculdade superior encontram essas ideias fluindo – ideias de novas criações.

E como eu disse, eles têm maiores capacidades para fazer o que já estão fazendo. Contei às aulas a experiência do Sr. Landone, que dormia em média apenas cinquenta e dois minutos a cada vinte e quatro horas. Isso é tudo, pelo tempo real de sua secretária. Ele levava em média cinquenta e dois minutos, mas não levava os cinquenta e dois minutos todos os dias. Ah não! Ele não se preocupou em ir para a cama por três ou quatro dias, e depois levou duas ou três horas e compensou o tempo perdido. E ele era capaz de produzir uma revista inteira todo mês, e um artigo de jornal toda semana, e nunca menos de 20 livros por ano, e ele carregava uma prática de cura metafísica sempre de cerca de três mil pacientes.
Agora você vê, ele deve ter usado uma fonte muito além dos poderes físicos do homem para suportar tudo isso.
Claro, ele morreu um homem relativamente jovem de noventa e sete anos e nove meses. E lembre-se, ele nunca parou até o momento de sua morte. Ele nunca parou nem um dia antes de ir para a cama para morrer. Não, não. Ele fez isso certo enquanto estava no trabalho.

Então você vê, existem capacidades, habilidades que fluem para nós de uma fonte interna. E ao perceber isso, você percebe o que o Mestre quis dizer quando disse: “Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que sai da boca de Deus”. esta palavra te preenche; conforme você vive nele e o deixa viver em você; você encontrará essas outras capacidades abrindo. E então, qualquer trabalho que você esteja fazendo será feito melhor, mais rápido, com maior inspiração e, então, levará a coisas maiores.

Joel – Série Perguntas e Resposta – Fita 160B, 1956 Chicago Closed Class, “Iniciando o Sermão da Montanha”.



Categorias:Perguntas & Respostas

Tags:, , , ,

3 respostas

  1. Profunda gratidão por tanta Luz compartilhada!!

    ❤🙏🌹💎🍀🦋

    Curtido por 1 pessoa

  2. A realidade tangível espiritual vê além. No et Verbum não há nada q seja LIMITADO. Nesse contato superior torna se norma viver no haja LUZ! Agradeço pela SUBLIMIDADE da perplexidade ÚLTIMA recebida na #DEIDADE inqualificável q SOMOS! Alohando no ÁPICE…

    Curtir

  3. 🌹🌹🌹 AloHa 🌹🌹🌹

    Enviado do meu iPhone

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: