O Novo Horizonte

Consciência Desenvolvida

  1. O NOVO HORIZONTE, de “O Caminho Infinito”

O sentido que apresenta imagens de discórdia e desarmonia, doença e morte, é o mesmerismo universal que produz todo o sonho da existência humana. Deve ser entendido que não há mais realidade na existência humana harmoniosa do que nas condições mundiais discordantes. Deve ser percebido que toda a cena humana é uma sugestão mesmérica, e devemos nos elevar acima do desejo de boas condições humanas. Entenda plenamente que a sugestão, crença ou hipnotismo é a substância ou tecido de todo o universo mortal e que as condições humanas, tanto do bem quanto do mal, são imagens de sonhos que não têm realidade ou permanência. Esteja preparado para que as condições harmoniosas e desarmoniosas da existência mortal desapareçam de sua experiência, a fim de que a realidade seja conhecida, desfrutada e vivida.

Acima desta vida sensorial, existe um universo do Espírito governado pelo Amor, povoado por filhos de Deus que vivem na casa ou no Templo da Verdade. Este mundo é real e permanente: sua substância é a Consciência Eterna. Nela não há consciência de discórdias ou mesmo de bem material e temporário.

O primeiro vislumbre da Realidade – do Reino da Alma – vem com o reconhecimento e a compreensão do fato de que todas as condições e experiências temporais são produtos do auto-hipnotismo. Com a percepção de que toda a cena humana – seu bem e seu mal – é uma ilusão, então vem o primeiro vislumbre e o gosto do mundo da criação de Deus e dos filhos de Deus que habitam o Reino Espiritual.

Agora, neste momento de consciência elevada, somos capazes, mesmo que vagamente, de nos ver livres de leis materiais, mortais, humanas e legais. Nós nos vemos separados e apartados da escravidão dos sentidos, e em certa medida vislumbramos os limites ilimitados da Vida Eterna e da Consciência infinita. Os grilhões da existência finita começam a desaparecer; os preços à pagar começam a desaparecer.

Nós não nos detemos mais em pensamentos sobre felicidade e prosperidade humana, nem há mais preocupação com saúde ou lar. A visão mais ampla e grandiosa está entrando em foco. A liberdade do Ser Divino está se tornando aparente.

A experiência, a princípio, é como ver o mundo desaparecer no horizonte e cair de diante de nós. Não há apego a este mundo, não há desejo de segurá-lo – provavelmente porque, em grande medida, a experiência não vem até que “este mundo” tenha sido superado. No começo não podemos falar sobre isso.

Há uma sensação de “não me toque, pois ainda não fiz a ascensão – ainda estou entre os dois mundos; não me toque ou me faça falar disso porque isso pode me arrastar de volta. Deixe-me ser livre para subir; então, quando eu estiver completamente livre do mesmerismo e de suas imagens, eu lhe direi muitas coisas que os olhos não viram e os ouvidos não ouviram ”

Uma ilusão universal nos liga à Terra – às condições temporais. Perceba isso, entenda isso, porque somente através dessa compreensão podemos começar a diminuir sua influência sobre nós. Quanto mais fascinados estamos com as condições do bem humano e maior o nosso desejo de até mesmo as boas coisas da carne, mais intensa é a ilusão.

Na proporção em que nosso pensamento habita em Deus, nas coisas do Espírito, maior é a liberdade da limitação que estamos ganhando. Não pense nem nas discórdias nem nas harmonias deste mundo. Não temamos o mal nem amemos o bem da existência humana. Na medida em que conseguimos isso, a influência mesmérica diminui em nossa experiência. Os laços da terra começam a desaparecer; algemas de limitação caem; condições errôneas dão lugar à harmonia espiritual; a morte dá lugar à vida eterna.

O primeiro vislumbre do céu aqui e agora é o começo da ascensão para nós. Essa ascensão é entendida agora como uma elevação acima das condições e experiências do “mundo”, e contemplamos as “muitas mansões” preparadas para nós na Consciência Espiritual – na Consciência da Realidade.

Nós não somos limitados pela evidência dos sentidos físicos; não estamos limitados ao suprimento visível; não estamos circunscritos por ligações ou limites visíveis; nós não estamos amarrados por conceitos visíveis de tempo ou espaço. Nosso bem está fluindo do infinito reino invisível do Espírito, Alma, para nossa apreensão imediata. Não julguemos nosso bem por qualquer evidência supostamente sensata. Dos recursos tremendos da nossa Alma, vem a consciência instantânea de tudo o que podemos utilizar para viver em abundância. Nada de bom é retido de nós quando olhamos acima da evidência física para o grande Invisível. Olhe para cima, olhe para cima! O reino dos céus está próximo!

Estou quebrando a sensação de limitação para você como uma evidência da Minha presença e da Minha influência em sua experiência. Eu, o Eu de você, estou no meio de você, revelando a harmonia e a infinidade da existência espiritual. Eu – o Eu de você – nunca um senso pessoal de “Eu” – nunca uma pessoa – mas eu de você – estou sempre com você.

Olhe para o Alto!

O reino dos Céus está próximo!

Autor: CAMINHO INFINITO NA PRÁTICA - reggisbrother

Coach Místico. Não sou nada. Não busco nada de ninguém. Nunca serei nada e nem posso querer ser nada. Apenas compartilhando a Graça. Paz, fique calmo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s