O PROFUNDO POÇO DO SEU SER (6/6)

Cartas do Caminho Infinito – Setembro de 1955 por Joel Goldsmith

O nono mandamento

O nono mandamento, “Não dirás falso testemunho contra o teu próximo”, é uma lei cósmica, mas o que isso significa?

Certamente isso não significa que simplesmente não devemos espalhar boatos e fofocas sobre o próximo, mas que não devemos manter nosso próximo na condição de ser humano. Se você diz: “Eu tenho um bom vizinho”, você está dando falso testemunho contra ele tanto quanto se dissesse: “Eu tenho um vizinho muito ruim”, porque você está reconhecendo um “estado de humano”, às vezes bom e às vezes ruim, mas nunca espiritual.

Dar falso testemunho contra o seu próximo é declarar que ele é humano, que ele é finito, que ele tem falhas, que ele é algo menor do que o próprio Filho de Deus, e assim violamos a Lei Cósmica toda vez que reconhecemos o “estado humano”. Toda vez que reconhecemos que ele é outro que não o Filho de Deus, estamos dando falso testemunho contra ele.

Na violação dessa lei cósmica, provocamos nossa própria punição. Deus não nos pune – nós nos punimos, porque se eu disser: “Você é pobre”, eu praticamente digo: “Eu sou pobre”. Existe apenas um Eu e um Eu, e qualquer verdade que eu saiba sobre você é a verdade sobre mim. Se eu aceito a crença da pobreza no mundo, isso se reflete em mim. Se eu disser: “Você está doente” ou “Você é cruel”, estou aceitando que há uma qualidade à parte de Deus, um ser separado de Deus, uma atividade à parte de Deus e, desse modo, estou me condenando, porque existe apenas um Eu, e finalmente sou punido por minha própria convicção – dando falso testemunho contra o meu próximo.

Chegamos a um lugar de não dar falso testemunho contra o nosso próximo quando chegamos à conclusão de que o Cristo é nosso próximo; que o nosso próximo é um ser espiritual, o Filho de Deus, assim como nós somos. Ele pode não saber, e você pode não saber inteiramente, mas a verdade é que Eu sou o Espírito, Eu sou a Alma, Eu sou a Consciência. Eu sou a própria manifestação, a própria expressão de Deus, e você também e o seu vizinho também, seja ele bom ou mau, amigo ou inimigo, vizinho ou do outro lado do mar.

silhouette photo of people on top of rock formation
Foto por Pete Johnson em Pexels.com

A lei cósmica é revelada em todas as escrituras, e no Sermão da Montanha (Mt 5,6,7), o Mestre nos deu um guia e um código de conduta humana para seguir enquanto nos treinamos e nos desenvolvemos para a Consciência Espiritual ou Cósmica. O Caminho Infinito não lida com o bom estado humano, por si só, nem é uma correção da conduta humana. Ele lida inteiramente com a compreensão dos valores espirituais da realidade; Na adoção de um código espiritual que resulta automaticamente em um estado bom de humano. O bom humano é apenas uma conseqüência natural da identificação espiritual.

Seria impossível entender que Cristo é a Alma, a Vida do ser individual, e então brigar com o seu próximo ou difamar ele. Colocamos toda a nossa fé, confiança e aliança no Infinito Invisível, e não estamos considerando circunstâncias ou condições humanas. Então, quando chegamos às circunstâncias e condições humanas, nós as vemos em seu verdadeiro relacionamento. Quando dizemos: “Amarás o teu próximo como a ti mesmo”, não estamos falando de amor, afeição ou amizade humanas: estamos mantendo nosso próximo na identidade espiritual, e depois passamos a ver como isso é feito na imagem humana.

Fim da Parte 6/6 – Cartas do Caminho Infinito – Setembro de 1955 por Joel Goldsmith

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site hospedado por WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: