Eu não sei orar ou como orar.

A primeira vez que uma pessoa veio a mim a fim de que a curar-se e perguntou: “Você vai orar por mim?”

Foi quando eu apercebi que não sabia nada sobre a oração, exceto a conhecida oração infantil: ” Deus, agora me deito para dormir”. Embora não seja uma oração muito adulta ou profundamente espiritual, por muitos anos ajudou-me a dormir à noite. A razão para isso mais tarde se tornaria clara, depois de eu ter adquirido alguma compreensão da oração. Eu ia dormir e ficar inconsciente, iria entrar em um estado em que não poderia cuidar de mim mesmo, e me deitando para dormir colocando-me nas mãos de Deus, eu estava tirando a responsabilidade de mim mesmo, assim me permitindo relaxar em Seu cuidado.

Essa é uma forma de oração tão elevada quanto a qual existe – não as palavras, mas a atitude de: “Olha Pai, eu vou estar dormindo. Tudo pode acontecer em meu sono, e eu não estarei por perto para me proteger. Então agora, enquanto eu me deito para dormir, por favor, cuide de mim. Assuma o controle enquanto eu estiver fora. “

Essa atitude é uma rendição, virtualmente dizendo: “Eu de mim mesmo não posso fazer nada enquanto eu durmo, então, Pai, você assume o controle”. Está é uma rendição de qualquer dependência de recursos materiais. Você está colocando sua Fé completamente no Espiritual.

Deixe-me, portanto, dizer-lhe o que aconteceu quando a primeira pessoa me pediu para orar por ela. Fechei os olhos e disse: “Pai, você sabe que eu não sei orar, então qual é o próximo passo?”

Instantaneamente, uma Voz voltou e disse: “O homem não pode curar”, e toda a responsabilidade se afastou de mim. Eu ainda não sentia que estava orando e ainda não sabia orar. Mas você pode ver que eu estava realmente orando no exato momento em que reconheci que não sabia como orar.

Paulo orou muito com esta mesma oração quando disse: “Pois não sabemos o que devemos orar como deveríamos”. Essa é uma das formas mais elevadas de oração já concebidas pelo homem – não é que as palavras façam qualquer coisa por alguém. Se No entanto, você tem o sentimento dentro de você que você não sabe como orar, que você não sabe pelo o que orar, que você pode saber apenas quais coisas você pode desejar humanamente, mas você não sabe se elas são boas ou não, você está orando.

Cuidado com o que você ora: você pode obtê-las!

closed eyed man holding his face using both of his hands
Foto por Ric Rodrigues em Pexels.com

Muitas pessoas perseguiram borboletas e arco-íris, com a certeza de que, se as atingissem, seria o caso disso acontecer, e então se encontraram em apuros. Portanto, quanto mais você puder reconhecer: “Eu não sei orar ou como orar. Eu mesmo não tenho sabedoria que possa alcançar a graça de Deus”, mais você se envolve em uma atmosfera de receptividade onde o Pai pode falar dentro de você, e quando o Pai pronuncia Sua Voz, a terra se derrete.

Nada pode igualar a importância do assunto da oração. A ignorância da oração manteve o mundo em constante agitação. Todos os dias lemos sobre as tragédias que acontecem até mesmo àqueles que oram por si e por suas famílias. Quando alguém é morto em um acidente de automóvel ou acometido por alguma doença incapacitante ou fatal, a pergunta é: “O que há de errado com minha oração?” ou “Por anos eu tentei viver uma vida boa, uma vida de benevolência, orando regularmente, e mesmo assim a tragédia atinge minha casa tanto quanto as casas daqueles que não oram. O que há de errado com minhas orações?”

person holding black cable wire and power strip
Foto por rawpixel.com em Pexels.com

A resposta é que, independentemente de “como” alguém ora, a oração nunca chega a Deus, a menos que antes da oração um contato seja realmente feito com Deus. Estamos no mesmo relacionamento com Deus como um eletrodoméstico é a sua fonte de energia. O aparelho pode estar completo e em perfeito funcionamento, mas até que a conexão com a corrente elétrica seja feita, ele não funcionará. Poderíamos orar para que o aparelho funcionasse começando a partir de agora até o século seguinte, e ele ainda não funcionaria a menos que um contato fosse feito com a corrente elétrica. Embora as nossas orações sejam sinceras, elas são inúteis a menos que tenhamos primeiro feito contato com a nossa Fonte, o Espírito, Deus. “E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis”. (Romanos 8:26)

A oração respondida está disponível para qualquer pessoa com um desejo profundo o suficiente para descobrir o caminho da verdadeira oração e praticá-la. Ele pode provar a eficácia da oração em proporção à devoção com a qual se dedica a ela.

Nos primeiros dias da minha vinda para o trabalho espiritual do mundo dos negócios, eu
Descobri que se eu pudesse sentar em contemplação silenciosa e meditação, sem saber nada sobre a oração que usa-se palavras ou pensamentos, grandes coisas aconteceriam, não apenas em minha experiência, mas na experiência daqueles que buscaram minha ajuda. Pessoas foram curadas de males físicos e mentais, de falta e limitação, e discórdias de toda natureza.

Nenhuma dessas orações ou meditações silenciosas tinha algo a ver com um apelo a Deus para curar a mim mesmo ou a qualquer um que viesse a mim, e nenhum deles foi dirigido a revigorar ou salvar ninguém. Eles foram uma tentativa de entrar em mim para um lugar onde eu perdia toda a consciência de mim mesmo ou de qualquer outro eu e ficava preenchido com uma alegria interior, uma paz e um brilho interior. Acima de tudo, foi uma liberação interna do medo e da preocupação.

oração-caminho-infinito
Foto por bruce mars em Pexels.com

À medida que estudamos profundamente o assunto da oração, descobrimos que nada do que dizemos a Deus ou pensamos sobre Deus jamais chega a Ele. A única coisa que chega a Deus é uma quietude e um silêncio em que Deus pode fluir. Deus não está no redemoinho. Deus não está nos ruídos deste mundo. Deus não está na confusão de nossos pensamentos ou palavras: Deus está na “pequena voz silenciosa”.

Então, corretamente entendido, a oração é: qualquer atitude que nos abre para a receptividade à Graça de Deus. A oração respondida vem somente quando há uma transmissão interna para nossa consciência, não é quando algo sai de nós para Deus, mas SIM quando algo nos vem de Deus.

Joel S. Goldsmith – Cap. 1 A Verdadeira Oração – a Fonte do Nosso Bem – do Livro: A Altitude da Oração

Autor: CAMINHO INFINITO NA PRÁTICA - reggisbrother

Coach Místico. Não sou nada. Não busco nada de ninguém. Nunca serei nada e nem posso querer ser nada. Apenas compartilhando a Graça. Paz, fique calmo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s