ERRO É O SENTIDO MATERIAL APARECENDO COMO FORMA

Todo pecado, doença, falta e limitação e todas as guerras são formas do sentido material.

Quando o sentido material é destruído, não há substância a partir da qual essas formas possam aparecer. Quando esta grande verdade é aprendida, chegará um tempo em que não mais nos preocuparemos com as curas, porque a maioria de nossos erros humanos se desvanecem e, a partir de então, não pensamos em discórdia de nenhum tipo, mas vivemos apenas para vivenciar essa experiência. Cristo realizado, deixando o Cristo realizado viver nossas vidas para nós e atrair para nós as pessoas, circunstâncias e condições necessárias para o nosso desenvolvimento.

Nós não tentamos atrair clientes para nossos negócios ou pacientes e estudantes para o nosso ministério: Nós alcançamos uma compreensão interna da Presença de Deus e deixamos que isso se desenvolva como acontecerá. Então descobrimos que é literalmente verdade que todas as coisas são acrescentadas a nós – pela Graça, não pela força ou pelo poder, não por nossos esforços, não por nossos pensamentos. “Pois os meus pensamentos não são os teus pensamentos, nem os teus caminhos os meus caminhos. . . Ele proferiu a sua voz, a terra se derreteu. ” Quando os pensamentos de Deus nos tocam, a Terra se derrete e com ela toda forma de discórdia. O que resta quando a terra se derrete?

Deus, Ele mesmo, Espírito – Espírito formado, Espírito manifesto. O sentido material se foi – derretido, dissolvido – quando Ele profere Sua voz.

Vamos nos lembrar de nosso objetivo, se vamos realizá-lo este mês ou se é preciso um século. O objetivo é que nós ouçamos esta voz se expressando dentro de nós. Quando aquela Voz se proferiu em Cristo Jesus, todo erro se dissolveu perante Ele; quando aquela Voz se proferiu nos discípulos de Cristo Jesus, todo erro se derreteu diante deles; e quando essa Voz se manifesta na consciência de qualquer indivíduo, o mal não pode estar diante dela, porque o mal é apenas uma forma de sentido material. A natureza de todo erro é o sentido material aparecendo como forma.

Joel – Cartas do Caminho Infinito – Maio de 1959.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Site hospedado por WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: