“Se existe um Deus, por que há tanto pecado, doença, morte e guerra na Terra?

Pergunta: Alguns de nossos alunos se lembram de que, no ano passado, chamei a atenção para um artigo de revista, no qual um editor de uma revista nacional fazia uma pergunta aos ministros, rabinos e padres proeminentes: “Se existe um Deus, por que há tanto pecado, doença, morte e guerra na terra? Se existe um Deus ensinado nas igrejas, por que temos filhos aleijados, natimortos, idiotas e outras vítimas inocentes? ”


Respostas: As respostas vieram de três homens muito importantes – um rabino, um ministro e um sacerdote. Todos concordavam que ninguém sabe o porquê. Talvez Deus em sua bondade estivesse nos punindo, ou talvez Deus estivesse nos levando para casa. Mas na inescrutável sabedoria de Deus, é assim que Ele estava nos tratando.
Agora, é claro, não seria preciso muito estudo sério da Bíblia para saber que nenhuma dessas respostas é verdadeira. Nós sabemos porque existe pecado, doença e morte. Nós sabemos por que crianças inocentes são vítimas de alguma coisa ou outra que as traz ao mundo doente, deformada ou desamparada. Nós sabemos o porquê. Nós sabemos o porquê, porque as Escrituras as revelaram. Poderíamos começar com o Novo Testamento e voltar ao Antigo Testamento, e encontraríamos a resposta. O Mestre, Jesus Cristo, nos diz que “se permanecermos na Palavra, e deixarmos a Palavra em nós, daremos frutos em abundância”, porque é o grande prazer de Deus que dêmos frutos ricos. Paulo nos diz: “Se assim o Espírito de Deus habita em você, você se torna filho de Deus, herdeiro de Deus, co-herdeiro de Cristo em Deus.” Mas observe que ele diz “se” – se , se, se – ” Se é que o Espírito de Deus habita em você.”
Paulo não disse que você poderia andar como um mortal, como um ser humano, dizendo: “Eu sou espiritual. Eu sou filho de Deus. Nem o Mestre. Não disse: “Se assim o Espírito de Deus habita em você, você pode dizer: ‘Eu sou um filho de Deus, herdeiro de Deus, co-herdeiro de Cristo em Deus.’” O Mestre não disse. que você dará frutos ricamente. Ele disse que se você permanece no Espírito e se esse Espírito permanece em você; se você habita na Palavra e deixa a Palavra habitar em você; então e somente então você mostrará harmonia espiritual, saúde espiritual, eternidade, imortalidade.

Paulo vai um passo além: “Se você semear na carne, colherá corrupção. Se você semear no Espírito, colherá a vida eterna. ” Você acha que semeamos pelo o Espírito quando planejamos a destruição quase universal de nosso próximo, ou quando construímos nossa própria segurança no grau em que que somos capazes de destruir o resto do mundo? Você acha que semeamos pelo o Espírito e colhemos a vida eterna, recusando-se a compartilhar nossos excedentes com aqueles que estão carentes? Não estou falando apenas dos Estados Unidos agora, estou falando de nós, como pessoas na Terra, se nós, como Estados Unidos da América, fazemos essas coisas, ou se somos como Grã-Bretanha, França, Brasil ou Índia. Estou falando de “nós” agora como raça humana. Se estamos semeando bombas atômicas e outros modos de destruição; se estamos recusando um ao outro as necessidades da vida, apesar da tremenda abundância que algumas Nações possuem; você se pergunta então que colhemos corrupção? Que achamos que não somos filhos de Deus? Que não somos co-herdeiros?


O profeta hebreu viu isso também. No 91º Salmo, somos informados de que aqueles que habitam no local secreto do Altíssimo, para eles, nenhum desses males chegará perto de sua morada. Veja bem, isso não está falando da humanidade como um todo. Isso está falando apenas àqueles que moram no lugar secreto, que vivem no lugar secreto. Não apenas aos domingos – você não pode “morar” em nenhum lugar apenas aos domingos. Se você mora lá, vive sete dias por semana e sete noites por semana. Portanto, se você vive sete dias por semana e sete noites por semana no local secreto do Altíssimo, nada disso chegará perto da sua morada – nenhum desses males do mundo.


Agora, isso é Escritura, e nós temos que nos apoiar nas Escrituras, ou temos que procurar alguma outra filosofia de vida – provavelmente apenas a lei da garra e do martelo. Oh, não – não, como um povo que passou por milhares de anos de instrução religiosa, devemos assumir nossa posição nas Escrituras se quisermos buscar uma vida harmoniosa. Se tomarmos as Escrituras do que chamamos de Antigo Testamento e Novo Testamento – nossa Bíblia Sagrada – ou procurarmos as escrituras do Oriente, da Índia, da China ou do Japão, você encontrará a mesma Revelação. Você encontrará o mesmo ensinamento que, na proporção em que você permanece em Mim e deixa Minha palavra habitar em você; na proporção em que você Me procura, Me procura, Me encontra – isto é, o Espírito de Deus, a Consciência de Deus – todos esses outros males desaparecem.

Foto por Jure Širić em Pexels.com


Esta noite fui levado a isso em minha meditação:

Porque ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; ainda que decepcione o produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja gado;
Todavia eu me alegrarei no Senhor; exultarei no Deus da minha salvação.
O Senhor Deus é a minha força, e fará os meus pés como os das cervas, e me fará andar sobre as minhas alturas

Habacuque 3:17-19

Apesar de passagens como a do Antigo Testamento, e apesar de as passagens do Novo Testamento como as do Mestre: “Não penses na vossa vida, o que comereis, ou o que bebereis, ou com que meios sereis vestidos ” continuamos a semear na carne. Procuramos demonstrar o que vamos comer, ou o que vamos beber, ou com que roupa devemos vestir, ou onde moraremos, ou que transporte teremos. Estamos ocupados demonstrando coisas, apesar do fato de as Escrituras dizerem: “Não penses na tua vida, o que comereis, o que comereis. Pense em Mim. Busque primeiro o reino de Deus e sua justiça, e essas coisas serão acrescentadas a você, pois é um prazer de seu Pai dar-lhe o reino. ”


E assim você vê que esses homens estavam todos errados quando disseram: “Não sabemos porque os humanos estão sofrendo na Terra”. Nós sabemos o porquê, mas alguns têm medo de enfrentá-lo. O mundo está sofrendo apenas por causa de seu próprio senso de separação de Deus; porque não aceitou um Deus mais perto que respirar, mais perto que mãos e pés; um Deus que não é apenas capaz, mas disposto e desejoso de dar frutos ricamente.

Joel Goldsmith – Série Perguntas & Respostas

(Trecho da gravação de 138, série de palestras Barbizon Plaza de 1956, lado 1, “Da lei à graça”)

Autor: CAMINHO INFINITO NA PRÁTICA - reggisbrother

Coach Místico. Não sou nada. Não busco nada de ninguém. Nunca serei nada e nem posso querer ser nada. Apenas compartilhando a Graça.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s