REALIZE A PAZ DE CRISTO

Cartas do Caminho Infinito – Julho de 1957 –

Existe uma paz, “Minha paz”, que se torna nosso suprimento de saúde, riqueza, harmonia, alegria e domínio. Até que cheguemos à “Minha paz”, a paz de Cristo, a abundância da vida eterna não pode aparecer em manifestação. É verdade que a Vida é Eterna; é verdade que o Suprimento é infinito; é verdade que segurança, harmonia e alegria estão aqui e agora; mas você e eu não podemos experimentá-los até que tenhamos tocado a “minha paz” que Eu dou, essa paz espiritual interior.

Existe apenas uma maneira de ter a paz que ultrapassa o entendimento; existe apenas uma maneira de ter uma infinidade de suprimentos, perfeição e saúde, para ter uma garantia completa de segurança; existe apenas um caminho, e é assim que Cristo habita em seu coração:

Eu estou em Ti e Tu estás em mim; Nós somos Um. O Cristo vive e se move e tem Seu ser dentro de mim; Vivo, me movo e tenho meu ser em Cristo; e nós somos um em Deus. Como conhecemos essa verdade intelectualmente e sentamos na receptividade do paciente, uma consciência que ultrapassa o conhecimento nos pega. Está acima do conhecimento: é um sentimento, uma intuição, uma garantia interior, uma libertação, uma paz divina.

Quando isso acontece, estamos cheios da plenitude de Deus, e é literalmente verdade que o Reino de Deus está dentro de nós. É então que a plenitude da Divindade corporal é estabelecida dentro de nós. Nessa consciência, sabemos que Deus nunca nos deixará, nunca nos abandonará. Mesmo em nossos pecados, o Pai ainda estará conosco, aguardando nosso reconhecimento e despertar.

A razão pela qual todas as pessoas não estão experimentando saúde, riqueza, harmonia, segurança e proteção é que elas não se voltaram conscientemente para receber essa Graça ou Paz Divina. Eles têm a paz que o mundo pode dar, mas não se voltaram para dentro:

“Pai, espero o Teu prazer. , Fala, Senhor; porque o teu servo ouve. ”

Foto por Alina Vilchenko em Pexels.com

Eles não se sentaram em silenciosa comunhão interior até receberem a certeza da Graça Divina e ouvirem em seus ouvidos:

Minha paz vos dou. . . Nunca te deixarei, nem te desampararei. Para onde você for, eu irei. . . . coloca em linha reta. Eu serei uma presença diante de você, endireitando os caminhos tortos e turbulentos. Sente-se em silêncio, em paz – sem dormir, não com fé cega, mas alerta, acordado, receptivo – até que o contato seja feito. É nessa quietude que o Espírito Santo o obscurece; há uma agitação dentro de você, uma calor e você sabe: “É isso”. Essa é a paz que ultrapassa o conhecimento; esta é a paz que está acima de qualquer verdade que existe para saber.

Joel – Cartas do Caminho Infinito – Julho de 1957



Categorias:Cartas do Caminho Infinito

Tags:, , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: