Permanecerem em Mim?

Q: Você poderia discutir o significado de “permanecer em mim e minhas palavras permanecerem em você” como em “Se vocês permanecerem em mim e minhas palavras permanecerem em vocês, vocês devem pedir o que quiserem, e assim será feito a vocês” ?


R: E então vamos começar aí: “Se vós permanecerdes em mim … que as minhas palavras permaneçam em vós.”

Isso significa que se você permanecer na verdade; se você sabe a verdade; então a verdade o libertará. Mas esse conhecimento da verdade não pode ser apenas no momento em que você se depara com uma discórdia ou desastre.
É tolice acreditar que podemos pegar uma verdade do ar apenas em um momento de necessidade e então esperar que o próximo desastre venha antes de tentarmos outro. Isso é fazer de um comprimido de aspirina a verdade.
Permanecer na verdade significa viver na verdade, e você não vive por uma hora. Viver é uma atividade para toda a vida. Você vive 24 horas por dia. Portanto, você deve viver na verdade; você deve permanecer na verdade e permitir que a verdade habite em você 24 horas por dia. Habite na verdade. Você não pode morar em nenhum lugar por uma hora. Morar é um trabalho para a vida toda, assim como viver.
Agora, a pergunta é: “O que é a verdade e como podemos segui-la?” E aí, é claro, você tem certas declarações ou princípios que foram revelados como verdade, e esses são os princípios que seguimos quando enfrentamos qualquer aparência contrária. Agora, para entender isso, você deve entender que estamos lidando com um mundo de mentiras. Por exemplo, a verdade é que Deus é Espírito, Deus é infinito e Deus é poder. Portanto, Deus é um poder espiritual infinito; portanto, não pode haver outro poder. Agora, esta é a verdade. Mas a mentira, a aparência, o tentador que encontramos todos os dias é que o tempo é um poder; que o índice do mercado de ações é um poder; que o nível econômico é uma potência; que a infecção e o contágio são poderes; essa pandemia é um poder; que o mal que existe nas mentes dos homens, tiranos, políticos, etc. – que tudo isso é poder.
Essa é a tentação. Este é o tentador. Essa é a mentira. Esta é a aparência que cada um de nós enfrenta, incluindo Jesus Cristo em seu ministério, quando ele teve que enfrentar o tentador no deserto e teve que enfrentar o tentador no Getsêmani, e teve que enfrentar o tentador na pobreza e na doença e na morte de seus seguidores.
Agora, admitindo que essas tentações existem – essas aparências que chamamos de discórdias, desarmonias, males – saber a verdade significa que onde quer que essas aparências negativas ou errôneas nos afligem, quer as vejamos, ouçamos, provemos, toquemos ou cheiremos elas, nossa compreensão imediata é:

“Deus é Espírito. Deus é poder. Todo poder é espiritual. Não há poder físico ou mental. ”

Então, por este conhecimento da verdade, você anulou a aparência. Você anulou a crença em dois poderes, que é a fonte dessa aparência.
Lembre-se, podemos voltar, se quisermos, e descobrir a fonte original de todo o mal no mundo.
O mundo religioso ignorou isso por razões das quais não temos conhecimento, porque isso data de tão longe. Mas tenho certeza de que a maioria de vocês, especialmente aqueles que tiveram um treinamento na igreja, foram ensinados que a fonte do mal, a expulsão de Adão e Eva do Jardim do Éden tinha a ver com sexo; que a queda do homem teve a ver com sexo.

E posso afirmar para você agora, definitivamente, positivamente e absolutamente, que não há e nunca houve uma palavra de verdade nisso. A própria Bíblia é autoridade pelo fato de que a fonte do mal é a aceitação da crença de dois poderes, comendo do fruto da árvore do conhecimento de dois poderes.
E no momento em que você aceita dois poderes – um poder bom e um poder mau – você é automaticamente expulso do Jardim do Éden. Portanto, no momento da sua concepção, naquele exato momento, se você já tivesse estado no Éden antes, você foi expulso naquele momento porque a crença universal em dois poderes, aceita por seus pais, operava como sua consciência. Então, você veio a este mundo aceitando a crença em dois poderes e, desde criança, foi criado com “Cuidado com isso” e “Cuidado com aquilo” e “Isso é bom para você, ”E“ Isso é ruim para você ”, tudo baseado na fonte original do mal – a crença em dois poderes.
Mesmo antes de você ter uma realização ou revelação interior, no mesmo instante em que você aceita – mesmo intelectualmente – que não pode haver um Deus infinito e algum outro poder, daquele momento em diante, você está diminuindo o poder do mal em sua experiência, porque é essa crença universal em dois poderes que lhe parece um desejo de pecado, ou um desejo de falso apetite, ou desemprego, ou infecção, ou contágio. É por isso que em nosso trabalho não tratamos os efeitos. Ao tratar um efeito faria de nós uma forma de matéria médica. Seja no plano material ou mental, ainda seria matéria médica se o tratássemos do ponto de vista do efeito. Em nosso trabalho, não nos preocupamos com o efeito. Você pode dizer que é coração ou fígado ou pulmões ou paralisia ou insanidade, mas isso não é nada para nós, porque sabemos onde se originou, como começou e como pode ser interrompido.
Tudo começou com uma crença universal em dois poderes. Essa crença em dois poderes é tão difundida que é virtualmente hipnótica e aparece em formas infinitas. Para uns, parece uma pobreza contínua, para outros como uma doença contínua e, para outros, como relações humanas infelizes. Mas por trás de cada pedacinho disso está essa crença em dois poderes.
Agora, no exato momento em que você conhece esta verdade de que Deus é Espírito e, portanto, o único poder é o poder espiritual, e o que é universalmente aceito como poder material ou mental é o não-poder, você começa a erradicação do pecado, doença, morte, falta e limitação, ou velhice na sua experiência, porque não existe nem mesmo envelhecimento no mundo. Até mesmo o processo de envelhecimento é uma crença humana, e você pode começar a anulá-lo quando tiver dezesseis anos de idade, se quiser, ou vinte ou trinta ou cinquenta ou oitenta. Mas a qualquer momento que você comece a perceber que não pode haver uma vida imortal e um processo de envelhecimento; não pode haver o poder da vida eterna e o poder de um processo de envelhecimento; você começou a eliminar o processo de envelhecimento de sua mente, no único lugar que onde ela existe.


Agora, da mesma forma, cada um de nós todos os dias é confrontado com uma reivindicação, uma crença, uma aparência de lei. Pode ser alguma lei da matéria. Pode ser alguma lei mental, assim como a infecção e o contágio são uma lei – ou o produto de uma lei – e as epidemias e pandemias são produtos da lei. Se vocês
entendem que Deus é o legislador, a única lei que pode haver é uma lei espiritual, e sua compreensão disso imediatamente começa a anular o que é chamado de lei material e mental …
Ah sim! Deixe-me interromper para lembrá-lo de que não sabemos a verdade sobre o homem em nosso trabalho. Não sabemos a verdade sobre você. Não sabemos a verdade sobre um ser humano.
Nosso trabalho de oração e tratamento é saber a verdade sobre a Verdade; sabendo a verdade sobre Deus.
Portanto, se Deus é Espírito, e se Deus é o legislador, então a única lei real deve ser uma lei espiritual, e esta, é claro, deve ser uma lei de vida, continuidade, imortalidade, eternidade; uma lei da ressurreição. Como você conhece esta verdade, esta crença universal de duas leis ou três leis, leis materiais e leis mentais, é dissolvido em sua consciência. Mil ainda podem cair à sua esquerda e dez mil à sua direita. Não chegará perto de sua morada se você conhecer esta verdade.

E assim é então, conforme você percorre todo o escopo de nossos escritos, você descobrirá como, em cada caminhada da vida, em cada fase da vida, você está sendo confrontado com a “dualidade” ou os dois lados, o que significa uma crença em dois poderes, dois eus, duas vidas, dois estratos de existência. E, no entanto, a verdade é “Ouve, ó Israel, o Senhor nosso Deus, o Senhor é Um”, e esse Um é Espírito. Esse é infinito. Aquele é Onipresença, Onisciência, Onipotência, e não há ninguém além deste, Deus, Bem infinito.


Agora, como eu disse, essa crença em dois poderes, por causa de sua natureza universal, é tão poderosa que age hipnoticamente, e Paulo, ao resumir a natureza do único mal que confronta todos nós, chamou-o de “a mente carnal . ” E às vezes usamos esse termo – “a mente carnal”. E por esse termo queremos dizer essa crença universal em dois poderes. Não queremos dizer que existe uma mente real chamada mente carnal. Não existe tal coisa. Mas apenas para encurtar esta “crença universal em dois poderes ”, nós a chamamos de“ mente carnal ”. Pode ser chamada de “mente mortal”, o que significa a mesma coisa. Significa uma crença universal em um poder que não é um poder.
Em outras palavras, quando você vê a mente mortal ou a mente carnal, não como um inimigo; não como algo a ser superado ou destruído; não como algo do qual você tem que se proteger; mas quando você vê a mente carnal ou mortal como uma crença universal em dois poderes, e você não acredita em dois poderes, você já superou a mente carnal e seus efeitos, pelo menos no grau de sua realização.

Joel – Série Perguntas & Respostas

(Trecho da gravação # 400, Classe Especial de San Diego de 1961, Lado 1: “ A Essência Caminho infinito. ”)



Categorias:Perguntas & Respostas

Tags:, , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: