Aquietai-vos

Deve existir sempre um indivíduo, seja você ou eu, com o objetivo de trazer a percepção e a realização de que: na Presença do Cristo o poder temporal não é poder. Sem o Cristo aparecendo como a Consciência de Jesus Cristo, a Luz não teria vindo à Terra em um tempo determinado e de uma maneira particular. Lembre-se que se você já pediu a um praticante espiritual ajuda física, mental, moral ou financeira e a recebeu, então foi Cristo realizado na Consciência do praticante que fez a obra. Sem o Cristo realizado na Consciência Individual, a mente humana estaria condicionada a ser doente, pecadora e moribunda.

Somente o Cristo realizado na Consciência Individual faz com que o poder temporal não seja poder.

É por esta razão que você não pode separar o Cristo de Jesus, você não pode separar o Buda de Gautama, nem pode separar o Espírito do homem individual, pois eles são Um. Quando você reconhece o Espírito e o homem como Um, então você tem a Onipresença, a Onipotência e a Onisciência. Você não precisa de palavras e você não precisa de pensamentos: você precisa do silêncio da receptividade, do ouvido atento, e então, qualquer verdade que tenha que ser expressa, Deus a anunciará. Mas deve haver uma Consciência que escuta.

Somente o Cristo realizado na Consciência Individual faz com que o poder temporal não seja poder.

Fique quieto, fique sereno! Evite os pensamentos. “Aquietai-vos e saibas que Eu Sou Deus”, Eu no meio de ti, Eu sou Deus. Fique quieto. Na quietude e na confiança, permaneça quieto. Pare de alimentar pensamentos, pois você não pode mudar nada no mundo pelo pensamento, você provavelmente só vai torná-lo pior do que é. Não pense. Fique quieto. Ouça essa Voz, e quando Ele proferir a sua Voz, a terra se derreterá.

Isso nos impedirá de nos tornarmos egoístas, acreditando que humanamente temos poder. Somos apenas os instrumentos ou transparências através das quais o Poder opera, e Ele age em proporção à nossa imobilidade e nossa quietude. Nunca se esqueça de que o Mestre diz: “o Pai que habita em mim, Ele é quem faz as obras”, e isto irá mantê-lo sempre humilde. Mesmo que uma tempestade, uma epidemia ou uma guerra venha a cessar após sua meditação, você saberá que você não tem o mérito nenhum: você era somente a transparência através da qual a atividade de Deus alcançou a consciência humana.

O Mestre curou os cegos, mas Ele nunca disse: “eu curei os cegos”. Ele disse que era para que a Glória de Deus fosse manifestada. Não se esqueça que a Glória de Deus pode ser manifestada. E como podemos ser instrumentos através dos quais a Glória de Deus é manifestada?

Fique quieto e saiba:

“Seu Espírito está sobre mim, e Eu fui enviado para curar os doentes, mas não sem Seu Espírito estar sobre mim. Eu fui enviado para curar os doentes, não em virtude de quaisquer palavras que eu conheça ou pensamentos que eu pense, mas em virtude de Seu Espírito estar sobre mim, e então as palavras certas e os pensamentos certos virão completamente”.

Nesta fase de Consciência Expandida, você é responsável por cada imagem que se apresenta à sua visão ou audição. Você não pode “passar para o outro lado”. É dado aos homens que vivem puramente no mundo humano ignorar os problemas de outros homens, mais ainda se são de um país diferente, de uma religião diferente ou de uma raça diferente. Mas não é assim, isso não é permitido a você. A Graça que você recebeu de Deus é dada à você, e não para você: é dada como o fruto de Deus que o mundo deve comer. “Tomai e comei, este é o meu corpo”. Você é uma videira frutífera na qual as uvas crescem: você é alimentado espiritualmente, espiritualmente vestido e espiritualmente assentado. Desista de suas uvas, deixe suas uvas saírem em favor do mundo.

Você tem uma dívida para com Deus e o mundo, e a dívida é que você não passe para outro lado, mas tome nota de cada discórdia e cada desarmonia e traga para a atividade do Cristo cuidar. Seja uma transparência através da qual o Cristo dissolva a aparência. Você não tem que pensar necessariamente em nada, mas você deve estar quieto. Você deve estar parado por um instante, e deixar Seu Espírito fluir através de você e dissolver a aparência. Você não pode passar para o outro lado.

Você está em um estado de desenvolvimento espiritual no qual já lhe foi dito para deixar sua “rede” – não ir a qualquer lugar ou fazer nada, mas apenas não se preocupar com sua “rede”, diante das aparências. Em vez disso, é hora de parar a sua pesca por um momento e ser “pescador de homens”. Mas como?

Apenas por Reconhecimento.

Leva apenas um momento, um piscar de olhos, para perceber que, na Presença do Cristo, o poder temporal não é poder. É apenas um “braço de carne”. Você não pode servir a Deus, a quem você não viu e não sabe, a não ser que sirva ao homem, a quem você conhece. Seu único modo de servir a Deus é servir ao homem. Isto é, dando os primeiros frutos a Deus. A única maneira que você tem de negligenciar seu serviço a Deus é negligenciando seu serviço ao homem.

É bom e certo que você compartilhe algo de seus recursos materiais com aqueles que têm menos ou que não têm nada. Essa é uma parte menor, porém necessária, de seu desenvolvimento, porque todos nós devemos reconhecer que temos muito poucos recursos materiais para dar, em comparação com as necessidades do mundo. Você que anda na Luz tem mais para dar individualmente do que uma nação inteira tem para dar, pois as nações só podem dar recursos materiais limitados e finitos, mas você tem Água Viva, você tem Carne Espiritual, você tem Vinho Espiritual, Pão Espiritual. Você tem a Palavra da Vida; Você tem o Espírito de Deus encarnado em você.

Acima de tudo, você tem um momento de silêncio, para que nesse silêncio a Voz de Deus possa estrondar como um trovão. Este é o presente mais precioso em todo o mundo. Você tem o vazio. Você todos os dias para levar à Deus um barril vazio, uma Consciência vazia, orando:

“Enche-me hoje com tudo o que Tu és. Enche-me com a Tua Alma, com Teu Espírito, com Tua Graça, para que a minha presença na Terra Te glorifique, para que a minha presença na Terra revele a Tua Glória, “com a Glória que Eu tive contigo antes que o mundo existisse”, a Glória original da Filiação Divina”.

Você pode perguntar-se de vez em quando: “Por que nasci? Por que eu vim à Terra?” Se você parar para escutar, você ouvirá a voz dizer “Eu vim para que todos tenham Vida, para que o mundo tenha Vida plenamente”, e “todos” não é só você, é toda a consciência humana. Eu vim para que a consciência humana possa ser preenchida pelo Espírito de Deus, plena do Espírito de Deus. Eu vim para que o Reino de Deus possa vir à Terra, assim como está no Céu.

Vocês não está apenas na Terra, mas você está na Terra até o momento em que você percebe que “o Espírito de Deus habita em mim”. Você é o homem da Terra até que a realização chegue para você que, como homem ou mulher, você não é nada – nada, menos do que nada. 

Isto é, somente quando o Espírito de Deus toca sua Consciência é que você é despertado, vivificado. Até então, você é um “morto-vivo”, até que o Espírito de Deus o toque, e assim, através de você, esse Espírito possa fluir para toda a humanidade. A maneira é perceber que diante de cada aparência, sempre que um ser humano lhe apareça, você deve levantar o Filho de Deus nele e perceber o Deus encarnado nele. Sempre que uma aparência de pecado, doença, morte, falta, limitação ou desastre se apresente, você se lembra imediatamente de que, na Presença de Deus realizado, na Presença do Cristo realizado, o poder temporal não é poder. No Céu ou na Terra, não há poder maior do que EU SOU.

Quando o Espírito do Senhor Deus está sobre você, você é o enviado, mas você não é enviado para ser separado. Você é enviado para curar os doentes, para confortar, alimentar e perdoar. Esse é o propósito da Ordenação – não para que você possa ser glorificado, mas para que você possa ser melhor equipado para dar mais abundantemente, para compartilhar mais livremente, para entender mais universalmente… que não são só os filhos da sua carne que são seus filhos, mas que todas as crianças deste mundo são seus filhos, e você tem a mesma responsabilidade de compartilhar com eles.

Você deve ser capaz de olhar para este mundo e dizer-lhe: “o Espírito de Deus em mim é seu Pai. Você pode olhar para o Pai dentro de mim, buscando substância e sustento. Você, amigo ou assim chamado inimigo, pode olhar para o Espírito de Deus em mim, a paternidade de Deus em mim, para que você seja cuidado”.

Então você vai entender essa relação que tem sido mantida em segredo do mundo, o invisível que existe entre todos os místicos. Os místicos visíveis e invisíveis do mundo, que reconheceram que o “Eu estava à porta de sua consciência”, estão eternamente unidos na Consciência, compartilhando uns com os outros.

“Eu pus diante de ti uma porta aberta, e nenhum homem pode fechá-la” – Apocalipse 3: 8

Joel – Aquietai-vos – Capítulo 12 – do Livro: O Eu Místico



Categorias:Ensinamentos Joel S. Goldsmith

Tags:, , , , ,

1 resposta

  1. Em silêncio o desbravar, e o retorno para de onde nunca nos ausentamos,
    estivemos por instante distraídos.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: