Alguém pode tomar uma decisão se com sucesso se abstém de julgar?


Resposta: Vamos colocar desta forma: ele nunca terá que tomar uma decisão; a decisão é feita por ele. Se abordarmos um problema de negócios e houver qualquer sensação de indecisão, precisamos apenas nos familiarizar com todos os aspectos do problema e, em seguida, colocá-lo de lado e esperar que a decisão seja tomada em nós; Em outras palavras, para a convicção de que caminho seguir.

Então, não precisamos tomar uma decisão; a decisão é feita “dentro de nós”.
Ou, às vezes, age dessa forma – que a proposição seja tão clara que não haja qualquer dúvida sobre uma decisão. Só há um caminho a percorrer e você verá isso claramente. Uma decisão só seria necessária onde houver indecisão; onde existe uma questão de “desta forma” ou “daquela forma”. Então, há um chamado para uma decisão. Mas quando alguém está sob a orientação divina, geralmente não há duas maneiras. Você vê de forma automática e rápida a única maneira certa para aquela coisa específica e aquele momento, então não há nenhuma decisão a ser tomada. É apenas uma questão de fazer o que é tão evidente como a coisa certa a fazer.

Por exemplo, se não sabemos o que fazer amanhã, em vez de pesquisar e tomar uma decisão, se dissermos:

“Bem, vou esperar até amanhã, e tudo o que vier a mim para fazer, eu farei, ”

A decisão é feita por nós. Isso é cada vez mais verdadeiro à medida que você segue a orientação cósmica.

Parece não haver razão para uma decisão.
Alguns de nossos alunos me observaram durante esses períodos

Um deles esteve aqui no ano passado em Honolulu quando fiquei semanas e semanas e semanas e semanas sem saber o que fazer, para onde ir ou quando. E não adiantava tomar uma decisão, porque qualquer decisão que eu tivesse feito seria baseada em meu pensamento, e esse não seria necessariamente “o plano” – o plano divino.
Fiquei sentado aqui até uma manhã em minha meditação, a Voz disse: “Esteja em Nova York em novembro e em Londres em dezembro.” Não sei dizer porque alguma vez disse isso, porque não tinha negócios em Londres. Mas foi isso que disse, e foi assim que organizei, e fui para Nova York e tive quatro aulas em Nova York em novembro.
Agora, quando cheguei a Nova York, aconteceu a mesma coisa. Eu não sabia em que data iria para Londres, então, quando o trabalho da aula acabou, eu não tinha nada para fazer a não ser sentar no quarto de hotel em Nova York e esperar. Eu levantava todas as manhãs e saía para caminhar na Quinta Avenida e olhava todos os enfeites de Natal nas vitrines e olhava algumas vitrines. E a cada dia eu apenas esperei, esperei e esperei. A conta do hotel estava surgindo, mas eu estava esperando.
E então a Voz veio e disse: “Vá na quarta-feira.” Então fui direto e reservei minha passagem e fui na quarta-feira. Você vê?

Agora, se eu tivesse tomado a decisão, realmente não vejo como poderia ter decidido ir para Londres, porque não tinha nada para ir lá, e mesmo depois que cheguei lá, não sabia o que estava lá para. Então eu tive que sentar na sala em Londres e dizer: “Bem, agora, pai, eu obedeci, mas o que devo fazer aqui?” E a resposta veio novamente: “Bem, você tem algumas pessoas aqui que estão estudando seus escritos. Diga a eles que você está aqui. Envie-lhes um cartão postal. ” E eu fiz.
.
“Bem, você quer conhecer o Sr. Hamblin. Vá e conheça o Sr. Hamblin. ” E eu fiz. E assim, a cada dia algo se desenrolava, e quando eu terminei minha viagem em Londres, outro de meus livros foi aceito para publicação. Ainda outro livro foi aceito por outra editora. Desde então, mais três livros foram aceitos, e uma viagem de palestras e uma aula foram organizadas por lá. E você entende o que quero dizer? Não foi minha decisão. Foi uma decisão tomada por mim, e acabei de me treinar para ouvir.

E assim foi com essas aulas. Muitos de vocês aqui sabem quantas vezes me pediram para dar uma aula em Honolulu – quantas vezes e quantos alunos pediram por isso. Nunca dei uma até dois anos atrás, e nunca desde agora. Eu estive aqui, mas não vou fazer isso. E porque não? Eu sei por que não – porque se não for a hora certa, a aula não pode ser boa. Humanamente, sim. Eu sei tantas coisas que li que poderia ser interessante, mas não poderia ser espiritualmente bom.

“Se o Senhor não edifica a casa, em vão trabalham os que a edificam. Se o Senhor não vigiar, o vigia acordará, mas em vão. ”


E, se Deus não estivesse conduzindo esta aula, esse texto, poderia ser humanamente bem. Meus alunos podem dizer: “Oh, foi uma boa aula”. Mas não é para isso que eles vieram aqui. Eles vieram aqui para uma experiência espiritual. Esse é todo o objetivo deste trabalho – experiência espiritual, uma familiaridade real com Deus, uma experiência de Deus.

Agora, como posso dar isso a alguém? Só Deus pode dar isso a eles. Então, quando Deus diz que é o momento, é quando temos uma aula. Você vê isso?
Assim é, e não antes, e é assim que tem acontecido em todos os Estados Unidos. Eu nunca dei uma aula em Nova York até novembro do ano passado – nunca. Estou há sete anos com O Caminho Infinito e nunca dei uma aula lá até novembro passado. Por quê? Deus sabe que Nova York é uma cidade grande o suficiente. Há alunos suficientes lá que desejam, mas até que o Pai dissesse: “Vá para Nova York”, não havia como ir para Nova York.
E assim tem sido em cada parte do nosso trabalho, e eu sei disso – que com os empresários é a mesma coisa. Se eles aprenderem a depender da orientação divina, não haverá muito na forma de decisão que eles terão que tomar. Eles se deparam com condições que não os deixam tomar decisões – este é o caminho, e essa é a única coisa que você pode fazer, então vá em frente e faça. E se houver uma escolha; se houver uma decisão, essa capacidade de descansar e dizer: “Não seja a minha vontade, mas a Tua seja feita” geralmente traz a resposta certa.

Mas estamos nos treinando para aprender a nos apoiar naquele Invisível Infinito e esperar por Sua voz, e às vezes esperar pode ser uma coisa muito incômoda.

Joel no trecho da Gravação nº 87, Lado 2, da Classe Fechada de Honolulu de 1954, “The Healing Work— Tratamento”. em: www.joelgoldsmith.com



Categorias:Perguntas & Respostas

Tags:, , , , ,

1 resposta

  1. Qdo estamos vivendo a vida DELE e não a nossa, só há esse LUGAR: condução plena no Espírito! Incrivelmente real em mim. Sempre fui guiada pela AUSCULTAÇÃO. Agradecida por postar verdade SOBERANA de DEUS, meu único interesse.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: