Perguntas & Respostas – Caminho Infinito

P: Parece haver uma contradição nas duas afirmações a seguir: “Somente o curador deve aceitar a responsabilidade pela cura” e “Existem aqueles que estão tão envolvidos no sentido material que resistem à cura”.

R:  Não, não há contradição lá. Quando o Caminho Infinito nos ensina que somente o curador deve aceitar a responsabilidade pela cura, isso não significa que o praticante lhe dê uma garantia por escrito de que você será curado, apesar de qualquer coisa que possa fazer para impedi-lo. O que isso significa é o seguinte: se você me pedir ajuda, devo assumir a responsabilidade de trazer essa cura, porque sou eu quem tem o entendimento espiritual, não o paciente. Se o paciente tivesse, eles não teriam me pedido ajuda. Portanto, é minha responsabilidade assumir a reivindicação e fazer o trabalho.

Agora, porque eu assumi essa responsabilidade, não significa que a cura acontecerá. Isso não significa que você não pode impedir a cura. Não significa por um minuto que toda cura ocorrerá. Significa apenas que eu não vou lhe dizer: “Agora, se você fosse um pouco mais amoroso, ou se estivesse mais grato, ou se você lesse mais quatro páginas todos os dias em meus livros…” Eu não vou colocar essa responsabilidade sobre você.

Vou assumir a mesma responsabilidade, quando você me chamar, que eu teria que assumir se você me chamasse para ajudar seu cão de estimação. Não podia pedir ao cão que fosse à igreja regularmente, ou que lesse muitas páginas das Escrituras, que mantivesse os pensamentos corretos, ou que fosse mais moral ou mais agradecido. Não… não de forma alguma. Nenhuma dessas coisas deve ser permitida para entrar na questão da Cura Espiritual. Se você pediu ajuda a alguém que está inconsciente ou moribundo, como posso recorrer a eles e pedir que cooperem? É impossível. Devo aceitar a responsabilidade de fazer o trabalho, mas não posso ser responsável se a cura não ocorrer. Só sou responsável por dar o máximo de mim com toda fidelidade e integridade.

Pode haver muitas razões pelas quais as curas não ocorrem. Você só precisa recorrer a Jesus e seus discípulos a fim de se perguntar o que impediu Jesus de curar Judas de qualquer ganância ou luxúria que o estivesse manipulando, ou o que impediu Jesus de curar Pedro, e você saberá que ninguém pode ser responsável por curar todos. Essa é uma das alegrias de todo ensino espiritual – reconhecer que você é um indivíduo. Você não poderia se dar bem com isso no comunismo, mas você pode em um ensinamento espiritual. Você é um indivíduo, e se você decidir se apegar ao seu materialismo – luxúria, ganância, animalidade – você tem esse direito e ninguém pode romper. Mas essa é a sua parte.

A parte do praticante é aceitar a responsabilidade de fazer o trabalho e não evitá-lo, dizendo: “Bem, é claro, você não é um membro do nosso grupo, e isso torna as coisas mais difíceis” ou “Você não é grato ” ou “Bem, eu ouvi dizer que você é imoral.” Tudo isso é inútil, e ninguém deve se entregar a isso no Caminho Infinito. Aceite a responsabilidade de assumir o trabalho e cumpri-lo.

Se acontecer algo que parece fracasso, também não acredite, porque na verdade o que o mundo chama de morte não é fracasso. Se assim fosse, então Jesus falhou, e Paulo, João e todas as grandes luzes espirituais, pois todos deixaram este plano de consciência. Não, a morte nem sempre é um fracasso. Às vezes, a passagem desta cena faz parte de nossa própria demonstração. Você não pode acreditar nisso até começar a ter uma visão do que a VIDA ETERNA significa e o que DEUS se manifesta como CONSCIÊNCIA individual. Então você perceberá como subimos passo a passo da infância para a juventude, e da juventude para a masculinidade, a feminilidade, a maturidade e assim por diante, e continuamos em frente e continuamos até continuarmos saindo deste plano.

Não julgue segundo as aparências. Não seja muito rápido. Estevão foi apedrejado até a morte. Aparentemente, isso seria considerado um fracasso. Quem pode dizer que isso foi um fracasso para Estevão? … Não julgue assim. Julgue o julgamento justo e você poderá perceber como evoluímos de um estado de consciência para outro.

Joel – Trecho da fita 225, classe fechada de Londres de 1958, lado 2, “Como deveria ser o Trabalho de Proteção”

Processando…
AloHa! Você está no Grupo Caminho Infinito

Autor: reggisbrother

Coach Místico. Não sou nada. Não busco nada de ninguém. Nunca serei nada e nem posso querer ser nada. Apenas compartilhando a Graça.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s