REALIZAÇÃO – Capítulo 4

Então, nós terminamos a primeira metade da nossa primeira semana nós conduzimos até aquele lugar onde reconhecemos que existimos como MENTE, CONSCIÊNCIA, ou VIDA ETERNA. Nada é mais importante no Trabalho, fora de nossos problemas de saúde e outros problemas da existência humana, do que o conhecimento de QUEM, O QUE e COMO somos. Contanto que acreditemos que somos alguns humanos finitos e que existe uma lei do bem que pode operar para nós, estamos aptos à acreditarmos que de alguma forma estamos separados Dele ou podemos ser separados e à parte Dele, ou não podemos encontrá-LO ou se conectar com Ele. Ou pela mesma razão, podemos acreditar que existe uma lei do mal que pode agir, ou através de, ou em nós. A verdade é que não há lei do bem que pode agir sobre nós que podemos usar e o contato seja através de estudo ou oração.

Nós somos nossa própria LEI – é isso que devemos perceber. Nós mesmos somos constituído da LEI de Deus. Nós somos a Lei, a Mente, a Inteligência de nosso universo, a inteligência do nosso corpo; a inteligência do nosso negócio, de todo o nosso universo. Se houver alguma discórdia ou desarmonia é porque nós reconhecemos algum poder separado de Deus. Nós nos reconhecemos como diferente daquilo que Deus É. Esta provavelmente é a parte mais importante de toda a Revelação Metafísica – A Natureza do nosso Verdadeiro Ser. A menos que possamos enxergar que existimos como mente ou consciência, nós sempre estaremos perguntando algo ou à alguém ou à alguma lei no sentido de agir em cima de nós ou através de nós.

“Eu sou a vida eterna. “Eu sou o caminho, a verdade, a vida. “

Agora isso, é claro, não referem-se ao que normalmente nos parece a humanidade. Nenhum ser humano é Deus ou até mesmo o Cristo. Mas Deus é a inteligência e a lei que constitui você. O que vemos aqui como humanos é apenas o nosso conceito errado ou falso do verdadeiro você, e do meu verdadeiro eu. Seria certamente um sacrilégio pensar em alguma pessoa que é estúpida, desonesta, deformada e dizer: “Tu és Deus”. Deus é a soma total de você e tudo isso que parece contrário a isso é a ilusão ou falso sentido ou sugestão, falamos sobre isso ontem (Capítulo 3)

Foto por Angelo Duranti em Pexels.com

Não nos esqueçamos que quando estamos trabalhando no Reino Espiritual, no desdobramento, não estamos começando de você e subindo a Deus. Estamos começando com Deus e vindo para a frente para isso, a qual é a individualização de Deus, aquilo que nunca é visível para os olhos humanos. Nós não podemos ver, ouvir, provar, tocar ou cheirar “você”. Tudo o que é evidente para mim, para meu senso físico de você representa minha visão distorcida de você.

Portanto, a única maneira que posso tocar você realmente está na Consciência Espiritual.

Me pergunto se algum de vocês sentiu isso ontem à noite(Capítulo anterior)?

De alguma forma, trabalhando aqui, vocês foram maravilhosos e doces neste Trabalho. Sinto um grande senso de amor por vocês. Ontem à noite, antes de dormir depois da meditação, real e verdadeiramente, como um grupo, todos estavam comigo e podia sentir um grande senso de amor entrando, indo e voltando, e posso dizer verdadeiramente que perdi todo o senso de estado humano, e podia sentir o toque do Divino em vocês. Me pergunto se alguém estivesse recebendo uma cura, porque foi tão fácil chegar até vocês.

Isso não é possível com os sentidos humanos, mas com o sentido Espiritual que posso alcançar, tocar e comungar com o sentido Espiritual de vocês. Esse é o verdadeiro sentido da comunhão e é aí que o Trabalho de Cura acontece; Não chamando você de um ser humano, uma ideia Divina, mas em alcançando através da aparência para o Realidade. É quando a cura acontece.

Quando através desse sentido Espiritual contactei a Realidade de você, não é ser exagerado dizer que você é a Mente ou Deus, isso é como dizer que Deus é toda a Realidade ou Mente que existe de você. Que Deus, o bem universal, é a vida individual, mente, alma de você e de mim.

Então, começando com Deus, chegamos a sua individuação e achar que é você. Aí vem esta grande Lei do Perdão. É tão fácil quando olhamos nas pessoas como seres humanos, encontrar algo no que eles precisem mudar, alterar, melhorar ou tolerar. Às vezes nos sentimos tão auto-justos quando encontramos alguém fazendo alguma coisa, pensamos que está errado e dizemos: “Eu posso perdoar eles.”

Isso tudo faz parte da imagem humana e não vai curar nada. O verdadeiro perdão não está no julgamento de uma pessoa, primeiro encontrando-os no erro e em seguida, decidindo perdoá-los por estarem errados. O verdadeiro perdão está em fechar nossos olhos e adentrar no sentido espiritual das coisas, e lá entrar em contato com a Realidade desse ser individual e encontrar que toda a realidade é Deus e nunca houve um pecado ou um erro ou qualquer coisa para superar. Mesmo se você corrigiu os pecados e falhas de seus amigos ou entes queridos, você ainda não teria realizado muito no Caminho Espiritual. Quando você apaga a imagem de todo estado humano, tanto o bem como o ruim, e chegar perto do centro do Ser, perto de Deus, você descobrirá que, mais cedo ou mais tarde, quando você abrir seus olhos, esses amigos ou parentes não mais serão os indivíduos errantes, eles agora parecem o Ser. E nós iremos caminhar na maneira de realizar isso.

Para o saldo desta semana, aqueles que estão trabalhando com algum problema de saúde ou qualquer outra coisa, por favor, deixe ir e não faça mais trabalho mental sobre qualquer que seja o seu problema imediato, isto é para o saldo desta semana. Siga o cronograma que vou falar em um dado momento, e vamos ver o que acontece para esse problema, “soltando-o”. Não faça trabalho mental, não o leve para o seu pensamento, mas sempre que ele se apresentar para você, vire-se e diga: “Nenhum trabalho será feito acerca disso. ‘Para trás de mim, Satanás”, e persistir nessa atitude durante o saldo desta semana e possivelmente na próxima semana. Absolutamente recusar-se a fazer qualquer coisa acerca disso. Se isso tem o poder de destruir você, vamos descobrir isso agora. Você descobrirá que o problema não tem nenhum poder para te crucificar ou te libertar, ele é sem poder e sem existência. Então, para os próximos dias, ou enquanto estivermos trabalhando aqui juntos, não nos ocupemos com seu problema, seja qual for o nome ou natureza dele, mas execute o que agora direi:

No Trabalho de Cura, temos o que parece ser um paciente, um praticante e um Deus. E se você pensa conscientemente ou não desta forma, existe esta imagem retida no pensamento de que o paciente se senta aqui apresentando-se ao praticante lá, e provavelmente o praticante está indo a Deus e Deus virá até o paciente, e completará o círculo e agora vamos ter uma cura. Não existe tal relação, não existe tal coisa como paciente, praticante e Deus, nem existe tal coisa como paciente e praticante. Então não há paciente vindo aqui apresentando-se a um praticante e nenhum praticante atendendo ao paciente, nenhum relacionamento desse tipo.

Eu vou explicar agora o que esse relacionamento é para que possamos fazer nossos trabalhos. Se há alguém que vocês conhecem pede ajuda, ou alguém que vocês precisam perdoar. Você precisa despercebê-lo de lidar com eles, esta é a maneira que você vai fazer o trabalho – e veja os resultados!

Nos dias anteriores, quando um navio queria chegar à costa, transmitia por rádio sua mensagem a estação principal perto de Washington, DC e essa estação retransmitia mensagens de volta para o navio. O navios encontravam-se em certas tempestades, no entanto, e especialmente se o vento estava na direção errada, essa estação grande e poderosa do governo em Washington não poderia alcançar o navio que queria receber a mensagem. A mensagem não passaria. Eles não poderiam enviá-la de uma forma forte o suficiente para alcançar esse navio. Apenas sobre este tempo, havia um pequeno operador de radioamador algumas milhas ao longo da costa que poderia chegar a qualquer um dos navios, independentemente das tempestades. Com uma frequência fraca de transmissão, mas ele poderia chegar a qualquer um dos os navios. Então isso tem que ser um hábito quando a grande Estação não poderia alcançar os navios, sintonizar este operador de radioamador e deixá-lo enviar a mensagem para o navio e por algum tempo estes homens fizeram isto. Nunca parei de me perguntar já que eles são a Estação grande poderosa porque não completavam a transmissão, somente através desta pequena estação. Um certo dia ocorreu à neles que isso era um mistério, então eles foram até o operador para descobrir. Ele disse: “É muito simples! Você vê, você está enviando sua mensagem da sua Estação através do ar, através da tempestade para o navio, e se o vento é contra você, você tem grande resistência. Eu envio a minha mensagem diretamente para o ar e chega no navio”.

Agora, em boa parte da prática mental, curiosamente, ainda há muitas tentativas feitas por praticantes para chegar do seu pensamento ao pensamento do paciente. Claro, nos primórdios da prática metafísica, esse era o único método conhecido. Essa foi a primeira descoberta na prática mental; foi realmente uma questão não tanto de mente sobre a matéria, mas sim de como mente sobre a mente. Você ainda pode encontrar literatura dizendo que o praticante deve trabalhar até que ele supere a crença na mente do paciente e, em seguida, quando a mente do paciente é curada, isto é a cura. Não. Isso é sugestão, hipnotismo, uma mente controladora da outra. A maioria dos praticantes tem descartado esse método, porque não só não é muito bom, mas muitas vezes não funciona. Isto é difícil. Enviar uma mensagem diretamente através de uma pessoa para outra. A melhor maneira é chegar a Deus e deixar a mensagem suspensa de Deus para o indivíduo que estiver precisando.

O exemplo, neste caso, não é exatamente o mesmo que o exemplo do sem fio. Nós não enviamos nenhum pensamento para Deus porque realmente, aqui nesta cadeira está o Todo, existe tanto de Deus como o homem. “Eu e meu Pai somos Um “, então se eu quiser alcançar Deus, tudo o que tenho que alcançar é o centro espiritual do meu próprio Ser. Quando eu alcançar o centro espiritual do meu próprio Ser, estranhamente, o paciente obtém o benefício da cura. O paciente fez isso primeiro, colocando-se disponível, através de seu pedido de ajuda, em unidade com minha consciência nessa unidade. Você deve lembrar que nada disso é totalmente explicável de uma forma humana. Para ilustrar:

Tenho visto curas de gatos, cães e pássaros, e eu sei que eles são muito mais fácil de curar do que os seres humanos, como não é possível para eles pedir ajuda ou até mesmo desejar a ajuda de uma natureza metafísica. Como, então, a cura acontece neles sendo que eles não pediram ajuda e também nem sequer estavam espiritualmente atentos?

Todo ponto é este: Tudo o que vem dentro alcance da minha consciência é parte do meu universo e, portanto, assume a atmosfera da minha consciência.

Portanto, se eu levar para a minha consciência de que o mundo parece como um gato, cachorro, pássaro, flor ou colheita, assume automaticamente a compleição da minha consciência.

É da mesma forma com o que chamamos de problemas. Nunca fui culpado e nunca serei, de enviar um pensamento para qualquer indivíduo, nem nunca vou segurar um pensamento por qualquer pessoa. Então, quando estou pensando em você ou se você pedir ajuda, ou em virtude de você estar onde existe algo na natureza da Verdade ou Deus que você está procurando, você tornar-se Um com a Consciência Infinita Espiritual e sua atividade de cura acontece.

Como não estou interessado em fazer de você um humano melhor ou mais saudável, mas sim em trazer você na Realidade Divina de você, a qual é Deus, não presto atenção a você como um ser humano. Nesta sagrada e secreta parte de mim, em comunhão com Deus, tudo que faz parte da minha consciência com qualquer grau de receptividade, entra nessa saída de Deus. Às vezes o paciente diz: “Eu tenho o seu pensamento.” Eles não fizeram isso. O que eles receberam foi uma comunicação do próprio Deus no centro de seu Ser. Por quê?

O Deus no centro de seu Ser, é o Deus no centro de seu Ser, e então eu não tenho que alcançar para você ou te encontrar no espaço. Se você está na sala comigo ou à seis mil milhas de distância de mim, a espiritualidade de você está bem aqui, dentro da minha própria consciência da alma. O contrário também é verdadeiro. Bem no centro do seu ser, Eu sou. Ninguém pode negar que esse “Eu sou” é Deus. Bem no centro do seu ser Deus é, e como Deus é tudo que existe para mim, é onde Eu estou e é aí que você está.

Minha unicidade com Deus constitui minha unidade com toda ideia espiritual de Deus.

É por isso que eu nunca estou separado ou à parte dos meus beNS espirituaIS, seja saúde, riqueza, atividade bem sucedida, cooperação, estudantes, dinheiro, uma casa para morar, ou transporte. Independentemente de que forma estas ideias espirituais humanamente apareçam, sou um com elas. Não porque sou um com muitas pessoas ou coisas, mas porque eu sou um com Deus, que é a personificação de todos – espiritualmente. Lembre-se sempre disso:

Que a sua união com Deus constitui a sua unidade com toda a ideia espiritual.

Você nunca pode ficar sem companheirismo, sem amigos, sem lar, sem um parente, sem transporte ou um quarto em um hotel. Você nunca pode estar incompleto de qualquer forma, uma vez que você tenha percebido que sua unicidade com Deus constitui sua unicidade com toda idéia espiritual. “Eu e o Pai somos um” e “Filho, tudo que Eu tenho é teu. ”Apenas lembre-se dessa promessa. “Tudo o que Eu tenho é teu!”

Por quê?

Minha união com o Pai faz tudo o que o Pai tem, ser meu.

Agora você pode fazer a pergunta: “Por que não estou demonstrando isso, já que sito tem provado ser verdade? ”A resposta é esta:

Realização

A afirmação não é o suficiente; a cotação não é suficiente. Existem muitas pessoas fazendo essas declarações, e eu li ontem que nos últimos doze meses dezenove milhões Bíblias foram impressas. Se estas cotações ou estas declarações fossem suficientes, pense em como muitas cópias da Bíblia existem no mundo!

A declaração: “Filho, Eu estou com você e tudo o que Eu tenho é teu ”, não é demonstrável até que você mesmo tenha percebido isso. Esse é o seu trabalho como estudante metafísico e não faz diferença que ramo da metafísica você está seguindo, ou que professor ou ensino. Em última análise é que você deve chegar à Realização dessa Verdade em si.

A Verdade é verdadeira, mas o único benefício dela para você, está na proporção à sua Realização.

Portanto, temos esses períodos de meditação, de silêncio, de sentar nós mesmos e ponderando sobre essas Verdades da Bíblia e Verdades metafísicas até contemplarmos o momento da Realização.

Mas a Letra correta deve preceder a Realização e acima de tudo, perceber que não há nada para você demonstrar ou receber. Você é você mesmo o cumprimento de tudo isso, Deus É. “Tudo o que Deus tem é teu!” Até que você faça esse contato com o infinito invisível dentro de você, até que você chegue no sentido de perceber que você não tem nada para obter, adquirir ou alcançar – nem mesmo mais compreensão da Verdade – não há mais Verdades para você aprender. Você só vai ouvir as mesmas repetidamente, e sempre será a mesma Verdade. Não há nada de natureza profunda para você aprender. Há apenas a Realização a ser alcançada, e a primeira Realização é: “O Reino de Deus está dentro de mim”, e devo aprender a contatá-lo ou encontrá-lo lá.

Foto por Retha Ferguson em Pexels.com

Quando quero te ajudar, não quero pensar em você como um ser humano ou como um paciente, ou como estudante, ou como homem ou mulher. Quero fechar meus olhos e alcançar a Deus dentro de mim. Quando alcancei a Deus dentro de mim, cheguei ao centro espiritual do seu ser e despertará e acelerará você para a Realidade do seu Ser.

Isso é o que acontece no Tratamento Espiritual ao alcançar à Deus, para o centro do meu Ser e do seu Ser. Quando é dito que o Reino de Deus está dentro, isso não significa que Deus está dentro do seu corpo, embora esteja dentro e fora. Ele não pode ser localizado. Posso ir dentro e perceber que o que parece estar “dentro” é minha consciência; O centro do Ser que é Deus a partir do qual tudo de bom encontra saída. Posso realmente alcançar aqui, dentro do meu próprio Ser, que Deus no centro, dentro da minha própria consciência e, ao fazer isso, toquei a Realidade Espiritual acerca de você. É aí que obtemos todas as nossas curas de pecado e desejos sexuais, as fases antinatural da existência humana. Não podemos superar elas humanamente. Por mais que gostaríamos de nos livrarmos delas, não podemos fazer isso humanamente, e através da força de vontade eles só retornariam de uma forma ainda mais forte.

Quando tocamos a Realidade Espiritual do Ser, libera toda a força da alma, o poder da alma de você, e isso é um belo processo onde todos os falsos desejos que estão presentes são derretidos e dissolvidos. Não é que nós dizemos: “Vou te curar de fumar ou beber.” Pessoalmente, não me importo com o que você faz. Não faço isso, porque uma vez que esse refinamento vem, leva todos os outros para longe. Conforme encontro o centro espiritual do seu Ser, você descobrirá que não faz sentido fumar ou beber e, você encontrará muitos dos seus gostos sendo refinados. Você nem vai gostar dos mesmos livros ou filmes porque este belo senso de alma se lançou e ativa o Ser. Está tudo lá no centro do seu Ser agora.

Não há pessoas tão depravadas, tão pecaminosas, que eles não têm o Todo, o Cristo no centro do seu Ser. E se há o menor desejo neles para ser livres, eles podem ser libertados. Independente da resposta que eles pedem, eles estão sempre enviando uma chamada invisível. Uma vez que seus sentidos espiritualizados são despertados, você pode sentir essas chamadas, pode sentir as pessoas que estão pedindo ajuda quando sequer nem sei disso. Eles estão estendendo a mão para Deus, para o Despertar Espiritual. Por não tentar ser alguém mais bom para alcançá-los e curá-los, mas alcançando o seu próprio Ser e tocando o Deus de você, você tocou o Deus deles e definiu a liberdade deles.

Nenhuma demanda que é feita sobre você é feita no seu entendimento humano. Você pode atender a qualquer demanda feita em você ao perceber que não é feita na sua capacidade humana de satisfazê-la. Se você tivesse me pedido U$ 10.000,00 neste minuto, não sinto:

“eu gostaria de poder ter.”

Sinta que o pedido não foi feito em você como um humano. É feito como estava em Jesus quando ele foi convidado a alimentar cinco mil. Ele não poderia ter alimentado os cinco mil através de suas posses humanas. Ele não poderia curar as multidões de sua sabedoria ou conhecimento humano. Somente o Cristo individual, este infinito invisível que é o centro do nosso ser, pode atender a cada demanda seja ela física, mental, moral ou financeira. Nunca permita-se dizer: “eu gostaria de ter compreensão suficiente para ajudar”.

Nunca tenha tanta compreensão. O Cristo, a Realidade de vocês, pode encontrar Aqui e Agora. Leve esses indivíduos para o centro do seu Ser, direcionando, não para eles, mas para o Deus dentro de você e percebendo: “Toda essa energia de Deus, todo esse estado Cristo, Eu sou.”

E você encontrará que os libertou. Para cada problema financeiro, vá para o Cristo dentro de você, e Ele encontrará o que precisa. Como, só o Céu sabe, mas o Céu sabe.

Tudo isso é boa parte da impersonalização. Tudo é uma parte de nos tornarmos infinito. Quão? Ao perceber que o infinito é a nossa Realidade. O infinito é a nossa Realidade, e infinito, que é o centro do nosso Ser, pode atender a todas as demandas que puderem ser feitas sobre Ele. Porque a Realização é necessária, deve ser alguma maneira de nós, como seres humanos que não foram treinados para descobrir isso no centro de nosso Ser, poder alcançá-lo. Esse é o desenvolvimento do Ouvido interno; o desenvolvimento desse estado de receptividade. Lembre-se sempre, mantenha este ouvido “esticado um pouco”, como se você estive sempre esperando por algo que está além do alcance da voz. Mantenha essa escuta aberta o tempo todo, seja fazendo trabalho doméstico, no negócio, na igreja ou dirigindo um carro. Há sempre uma maneira de reservar um pequeno lugar em sua consciência para manter uma atitude de escuta. Ao desenvolver isso, você se encontrará recebendo não apenas mensagens do poder do Cristo, mas orientação e direção. Você nunca dará um passo em falso depois de ter desenvolvido este ouvido atento ou esse estado de receptividade. Isto é, então uma questão de prática. Nós ficamos tão ocupado com nossas coisas humanas que todo o nosso pensamento está centrado no mundo exterior, e essa é a menor parte do nosso mundo depois de termos tocado o Cristo.

Por mais importante que você pense que a vida é, você achará que não é significativa. Cada um de nós é parte do plano de Deus e pouquíssimo de nós estamos cumprindo um pouquinho disso. Criar uma família ou construir um casa não faz parte do plano de Deus, mas nós não encontraremos o plano de Deus e por isso estamos ocupados com essas outras coisas. Mesmo ensinar Metafísica não é uma parte da atividade de Deus. A atividade de Deus está transmitindo diretamente de si mesmo para você e para mim todo esse conhecimento metafísico de que precisamos.

Nós temos nos desviado e acredito que não podemos nos ajudar mutuamente desta forma, mas ao desenvolver o ouvido atento, e você se encontrará em um Trabalho Espiritual para fazer algo neste Trabalho. Você se encontrará recebendo orientação Espiritual, uma direção Espiritual; Primeiro no caminho que você está diante agora, você se tornará uma pessoa de negócios melhor, uma dona de casa melhor se você estiver recebendo orientação Divina. Mas a partir desse ponto você subirá para escala Espiritual, naquelas coisas que são realmente uma parte da atividade de Deus.

Para o equilíbrio do tempo que estamos trabalhando juntos você não trabalhará no seu problema. Mas se a oportunidade se apresentar, trabalhe nos problemas tanto o quanto outros eles se apresentarem. Esteja disposto a dar ajuda para quem pede e não tenha hesitação em dar-lhe independentemente do grau, porque você como humano, não pode dar nada. É apenas no grau em que você tocar o Divino de você que sua ajuda é eficaz.

Na sua meditação, seus períodos de silêncio, mantenha seu pensamento centrado na ideia que o Pai é o Princípio Causativo. O Cristo de Deus é a sua própria consciência. Quando você toca nisso, você toca o Cristo de cada indivíduo no mundo; e mais particularmente, você toca o Cristo de todos dentro do alcance de sua experiência humana. Então, lembre-se que a sua união com Deus constitui a sua unidade com toda ideia espiritual. Seja qual for o nome ou a natureza, se na sua experiência neste momento você precisa de alguma ideia divina, entre em contato com alguma pessoa, livro, professor ou ensino, tenha certeza, sua Realização de que a sua união com Deus constitui a sua unidade com toda ideia espiritual trazerá para você mesmo que esteja do outro lado do mar, se é que isso seja necessário.

Joel – Capítulo 4 – REALIZAÇÃO – Palestras de San Francisco



Categorias:Ensinamentos Joel S. Goldsmith

Tags:, , ,

1 resposta

Trackbacks

  1. TRANSPORTADORES DA MENSAGEM DIVINA – Capítulo 5 – CAMINHO INFINITO NA PRÁTICA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: