NOSSA CONSCIÊNCIA DE DEUS É NOSSO SUPRIMENTO

Cartas do Caminho Infinito – Julho de 1957 –

Por fim, todo mundo no caminho espiritual deve entender o assunto do suprimento através da visão espiritual que reconhece que não pode haver Suprimento em nossa experiência externa, a menos que exista uma consciência de Deus ou um bem dentro de nosso próprio ser:

Aqui e Agora, é a Fonte de Todo o Suprimento existente no universo.

Aqui e agora, está a substância, a atividade e a lei de todo o suprimento existente. Aqui e agora, o lugar em que Eu estou é um solo sagrado – inteiro, completo e perfeito. Minha consciência individual é a Fonte de Todo Suprimento; é a Lei de todo suprimento; é a atividade de todo suprimento.

Foto por Ian Turnell em Pexels.com

Espírito é suprimento; a Vida é Suprimento. Ninguém jamais viu a Vida: a Vida é revelada através de suas formas, mas a Vida em si nunca é vista – apenas as formas que testemunham a Vida. O jardim de rosas é testemunha da Vida; pomares cheios de frutas dão testemunho da vida; os animais testemunham a vida; e nós próprios testemunhamos a Vida. Mas nunca vimos a própria Vida através das faculdades da visão, audição, paladar, tato ou cheiro. Somente aqueles que conhecem a Vida, apenas aqueles que viram a Vida face a face, que podem se afastar dos cinco sentidos físicos, descansam profundamente em seu próprio ser até que transcendam a mente racional, e então com seus olhos e ouvidos internos, com discernimento espiritual interno, eles testemunham a Vida – quase, pode-se dizer que eles vêem Deus ainda na carne. Existe uma faculdade da Alma, um discernimento espiritual, que nos permite conhecer as coisas de Deus e saber que elas existem; e então, sabendo disso, percebê-las como as formas tangíveis de nosso suprimento diário.

Toda a mensagem do Caminho Infinito é baseada no Princípio de que: a Palavra se torna carne, o Espírito invisível se manifesta, realiza ou se evidencia em nossa experiência cotidiana como a forma de saúde corporal, saúde mental e segurança econômica, não através de uma busca destes no plano externo, mas através da realização de sua verdadeira natureza.

A realização da verdadeira natureza do suprimento não significa que devemos parar de trabalhar, mas que paramos de trabalhar para ganhar a vida. Trabalhamos, mas trabalhamos para a alegria da atividade; trabalhamos pela alegria de contemplar a perfeição. “O homem, cuja respiração está em suas narinas” precisa suar para ganhar a vida, mas não o homem espiritual. Sua vida não vem do trabalho árduo. O homem espiritual trabalha duro – ele pode trabalhar até vinte horas por dia e trabalhar duro durante essas vinte horas, mas ele não trabalha para viver; ele trabalha pela satisfação e alegria que encontra no próprio trabalho. O homem espiritual sabe que o Espírito invisível é a fonte de sua vida, que seu Pai celestial sabe que precisa dessas coisas antes mesmo dele, e que é seu bom prazer dar-lhe o Reino.

Foto por mentatdgt em Pexels.com

O homem fundamentado no Espírito pode ser uma pessoa muito próspera e saudável, embora a posse de propriedade ou saúde não é indicação de espiritualidade (Espírito em ação); mas esse homem não deposita sua esperança, sua confiança ou sua aliança em cofres cheios de ouro ou investimentos, porque estes são “efeitos”, nem bons nem maus, em si mesmos. Sua confiança está no Invisível, aquilo que o mundo não pode ver. O mundo não pode ver o invisível, e é por isso que o mundo está com problemas. “Mas vós, meus discípulos” – vocês capturam a visão espiritual, sabem que há um invisível e sua esperança está nela, sua confiança está nela.

Descansando nessa visão espiritual, você pode empreender qualquer que seja o seu trabalho com alegria e liberdade. Você não está livre de nada; você é livre ao perceber que o trabalho de suas mãos é Amor. Você faz seu trabalho com amor e faz o máximo possível, não para competir com ninguém, nem para ganhar glória ou honra, mas pelo o próprio trabalho.

Joel – Cartas do Caminho Infinito – Julho de 1957



Categorias:Cartas do Caminho Infinito

Tags:, , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: