A Descoberta (parte 2)

A areia é uma substância mais fácil para se cavar uma fundação, mas foi a rocha que Jesus exigiu.

Jesus ensinou uma doutrina difícil e radical, que exigia a máxima consagração e uma, também, que havia sido tachada de blasfêmia pelas autoridades religiosas. No entanto, ele foi seguido pela Judéia por uma multidão tão enorme de pessoas que muitas vezes não havia espaço suficiente disponível para todos eles. Onde quer que ele ensinasse – nos pátios externos do Templo, como orador convidado em uma das sinagogas, à beira do lago, nas ruas da aldeia ou em casas particulares – ele era o centro de uma multidão de pessoas ansiosas e acotoveladas, esforçando-se para tocar sua mão ou a bainha de seu manto. Mas eles não vinham para ouvir seus ensinamentos. Eles vieram para serem curados.

Só havia uma coisa que o povo da Judéia queria de Jesus. “Correu a notícia a respeito dele por toda a Síria, e trouxeram-lhe todos os que padeciam de alguma doença, ou que sofriam grandes dores, endemoninhados, epilépticos e paralíticos, e ele curou a todos. E seguiam-no, da Galileia, de Decapolis, de Jerusalém, e da Judéia e do outro lado do Jordão.” (Mat. 4: 24-25) A Jesus foi trazido loucos e aleijados, leprosos e crianças moribundas; e ele curou a todos e instantaneamente.

Tão intensa era a agitação popular por causa de um grande curandeiro que havia chegado à Judéia e tão densa a multidão, que alguns homens que lhe traziam um paralítico foram obrigados a abrir um buraco no telhado da casa onde Jesus estava hospedado e descer o homem para ser curado. Às vezes, essa fé excitada produzia a cura, e nada é mais característico de Jesus do que a maneira como ele distinguia esses casos dos outros. Ele disse a uma mulher que havia lutado para chegar até ele através da multidão, convencida de que se ela pudesse tocar suas roupas ela se recuperaria, que ela mesma havia feito a cura. “Minha filha, foi sua fé que te curou.” (Marcos 5: 34)

“Todas as pessoas tentavam tocá-lo, porque dele saía poder e curava a todos.” (Lucas 6: 19) Eles também tentaram adorá-lo até que ele disse para eles pararem, clamavam em voz alta: “Senhor! Senhor!” Invocando bênçãos sobre a cabeça de sua mãe por ter gerado um filho assim, e proclamando para todos que ouvissem sua admiração e maravilha. “Nós nunca vimos nada assim antes.” (Marcos 2: 12) “Um grande profeta apareceu entre nós!” (Lucas 7: 16) As pessoas da Judéia estavam dispostas a fazer qualquer coisa por Jesus, entretê-lo em suas casas, segui-lo em multidões cada vez maiores e honrá-lo como o maior profeta que já havia aparecido na Judéia. Notícias sobre ele se espalhavam cada vez mais, e grandes multidões se reuniam para ouvi-lo e serem curados de suas doenças. Mas o próprio Jesus se retirava para o deserto e orava.” (Lucas 5: 15-16) “

Jesus lhes perguntou uma vez, “vocês me chamam de ‘Senhor!’ Por que, Senhor! E não fazem o que eu digo?” (Lucas 6. 46) Ele não tinha vindo ao povo da Judéia para ser adorado por algum poder privado próprio. Ele consistentemente se recusou a reconhecer tal poder. Ele tinha vindo para a Judéia para ensinar a verdade sobre Deus, e foi por causa da própria Verdade que ele foi capaz de curar os enfermos e ressuscitar os mortos. Não foi porque Jesus era um profeta excepcionalmente poderoso que ele pôde dar vida à filha de Jairo e filho da viúva de Naim.

Foi por causa do Fato de que seu Deus é um Deus vivo e toda a criação é à sua imagem.
Foto por Julian Paolo Dayag em Pexels.com

Continua…

“Search for God” – A busca por Deus (não disponível para o português) por  Marchette Chute – Data de publicação: 1941

Disponível para leitura online em: https://archive.org/details/searchforgod0000chut/mode/2up

 “Quem me vê, vê aquele que me enviou.” João 12:45
“Eu e o Pai somos Um.” João 10:30
“A cura espiritual é o resultado natural de uma consciência divinamente iluminada.” Joel



Categorias:Estudantes do Caminho Infinito

Tags:, ,

1 resposta

  1. Fiz um Comentário sincero e não publicou. Mas saiba q recebi cada entrelinha com afinco. Agradecida irmã Andreia pela luz do CRISTO q És! Amor fraterno…

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: